Topo

Futebol


Fred revela depressão em entrevista a Casagrande: "Bebia todos os dias"

Casagrande e Fred gravaram para o quadro Casão FC, do Esporte Espetacular - Divulgação/TV Globo
Casagrande e Fred gravaram para o quadro Casão FC, do Esporte Espetacular Imagem: Divulgação/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

25/05/2019 15h16

O programa "Esporte Espetacular", da TV Globo, exibirá neste domingo uma entrevista realizada pelo comentarista Walter Casagrande com o atacante Fred, do Cruzeiro. Durante o papo, o jogador de 35 anos revela que teve depressão após retornar ao futebol brasileiro, em 2009. Após quatro temporadas no Lyon, da França, o atacante da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 2006 e 2014 acertou com o Fluminense naquela oportunidade, mas viveu maus momentos fora de campo.

LEIA MAIS

"Tive (depressão), Casão. Sabe por quê? Eu só consigo entender hoje. Eu saía para o treino, do treino saía para beber. Bebia vinho. Para mim era uma parada social, mas não era. Eu estava bebendo todos os dias. Não estava tendo prazer em jogar futebol", disse Fred, que defendeu o Fluminense entre 2009 e 2016, quando fechou com o Atlético-MG.

Após um ano e meio no Galo, Fred acertou com o Cruzeiro no início de 2018, mas uma grave lesão impediu que ele tivesse sequência de jogos. Já nesta temporada ele entrou em campo 23 vezes e marcou 16 gols, números que o tornam o maior goleador do futebol brasileiro na temporada. Apesar da marca positiva, o retorno à seleção brasileira é improvável. Fred saiu com a imagem manchada após a Copa do Mundo de 2014, especialmente na derrota por 7 a 1 diante da Alemanha, e também falou sobre isso no quadro "Casão FC";

"Eu lembro que estava 2 a 0 e, preocupado, eu falei: 'calma, gente! Vamos fechar um pouco a casinha.' E a gente só falava em 'vamos virar, vamos virar.' Eu acho que nós, dentro de campo, tínhamos que ter mais maturidade de enxergar que estava tudo errado e a gente estava tomando um amasso. Recuar um pouco, equilibrar, porque no segundo tempo a gente poderia virar. E não. A gente tomou 1 a 0, 'vamos virar.' 2 a 0, 'vamos virar.' E a gente acabou o primeiro tempo tomando 5 a 0", relembra o atacante de 35 anos.

O próximo desafio do artilheiro do futebol nacional será amanhã, às 19h, contra a Chapecoense, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais Futebol