Topo

Grêmio

Grêmio trata 1ª vitória no Brasileiro como marco e 'tira peso' do time

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2019-05-27T04:00:00

27/05/2019 04h00

O Grêmio encarou a vitória em cima do Atlético-MG, no sábado, como um marco. Depois de ficar cinco rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro, o time gaúcho entende que tirou um peso das costas e também trata o triunfo em casa como uma injeção de confiança para as quatro partidas restantes antes da parada em virtude da Copa América.

Até o recesso, o Grêmio tem pela frente Juventude, Bahia, Fortaleza e Botafogo.

"O importante foi tirar o peso, fazer uma grande partida. Toque de bola, aproximação, grandes chances. Dá moral para quarta-feira", disse Maicon, capitão do Grêmio, fazendo referência ao segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Juventude, em Porto Alegre.

Em Caxias do Sul, o Grêmio empatou sem gols e chegou a acumular três partidas sem vitória. O rendimento do time no estádio Alfredo Jaconi também não foi dos melhores e tudo isso gerou necessidade ainda maior de triunfo contra o Atlético-MG.

"Temos vários jogadores no departamento médico. Quando a gente sai (para jogos fora de Porto Alegre), é viagem longa. Fomos a Fortaleza (enfrentar o Ceará na semana passada), voltamos e viajamos o dia todo. Isso cansa. Eu tenho um grupo, ele é muito bom, mas temos jogadores fora e o cansaço é grande. Meu grupo voltou a jogar bem, fizemos um gol e poderíamos ter feito mais. É para isso que a gente trabalha. Ninguém desaprende a jogar", argumentou Renato Gaúcho. "É um grupo forte e vocês sabem, nós sabemos também, não é na zona do rebaixamento. Daqui a pouco o Grêmio vai voltar ao seu devido lugar no campeonato", completou o treinador.

Diante do Juventude, em casa, o Grêmio precisa de vitória simples para avançar às quartas de final. Em caso de novo empate, por qualquer placar, a decisão vai para os pênaltis.

Até a parada da Copa América, o time de Renato Gaúcho tem objetivo de se aproximar do G4. Com cinco pontos, o Grêmio atua apenas mais uma vez como mandante antes do recesso.