Topo

Futebol


Indefinição com reserva pode ajudar em renovação de Daniel Alves com PSG

AFP PHOTO / FRANCK FIFE
O belga Thomas Meunier, lateral-direito do PSG Imagem: AFP PHOTO / FRANCK FIFE

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris (França)

2019-05-29T04:00:00

29/05/2019 04h00

O Paris Saint-Germain vê em Thomas Meunier um problema iminente. O lateral direito belga não aceita renovar o contrato e vive a mesma situação que determinou o afastamento do francês Adrien Rabiot ao longo da temporada que termina. Mais do que isso, a indefinição de Meunier pode impactar no futuro de Daniel Alves em Paris - e manter o brasileiro no clube por mais tempo.

Para entender o caso, é preciso falar primeiro sobre Meunier. O vínculo atual do belga vai até 2020, mas ele se irritou com a demora do PSG em propor uma renovação contratual. O jogador jamais se mostrou propenso a renovar contrato com o clube, mesmo sem falar de possíveis propostas. As especulações giram em torno do Barcelona, o mesmo clube que rondou Rabiot no início da temporada.

"As discussões com a diretoria demoraram um pouco para acontecer. Posso entender que as necessidades do clube são outras, e que meu caso vá para a geladeira. É uma pena não termos entrado em um acordo de paz até o momento", comentou Meunier em recente entrevista ao jornal belga L'Avenir.

Na avaliação dos dirigentes do clube francês, a venda de Meunier representaria acabar com o problema de falta de comprometimento ao longo da temporada. Esse foi o motivo alegado para o afastamento de Rabiot em janeiro, quando faltavam ainda seis meses para o fim do encerramento do contrato com o francês.

Rabiot viveu meses de isolamento no PSG e aguarda o fim de junho para assinar contrato com outro clube - Tottenham e Juventus são as propostas que mais o agradam, segundo o jornal esportivo francês, L´Equipe. Meunier tem 27 anos e foi comprado pelo PSG junto ao Brugge, da Bélgica, em 2016, por 6 milhões de euros. O bom rendimento no clube e na seleção nacional o valorizaram no mercado. Mesmo com apenas um ano de contrato, a expectativa dos dirigentes parisienses é de que ele renda cerca de 40 milhões de euros.

Caso Meunier atinge Daniel Alves

Uma saída de Meunier deve impactar na sequência de Daniel Alves no PSG. O lateral brasileiro tem contrato a expirar no fim de junho e não aceita uma renovação por apenas mais uma temporada. O mínimo exigido de dois anos de validade deixou o clube francês sem ação no mercado até o momento.

Meunier e Daniel Alves são as opções de Tuchel para a lateral direita do PSG, e a diretoria do clube não trabalha com a possibilidade de ficar sem os dois jogadores na próxima temporada. A ideia de que um deles deixará o clube já é algo considerado certo.

Na semana passada, ao ser perguntado sobre as especulações em torno de Antoine Griezmann, o treinador do PSG, Thomas Tuchel, aproveitou o momento para falar da necessidade do clube em reforços para a lateral direita.

"Não posso falar de Griezmann, pois não é realidade nossa. Isso não vai acontecer. Temos outras urgências, como reforços para as laterais", disse Tuchel.

Mais Futebol