Topo

Esporte


Brasileira visita estádio do Real e sai sócia ao acaso: "Não falo espanhol"

Estudante Maria Fernanda em visita ao estádio Santiago Bernabéu - Arquivo pessoal
Estudante Maria Fernanda em visita ao estádio Santiago Bernabéu Imagem: Arquivo pessoal

Bruno Freitas

Colaboração para o UOL, em Madri (Espanha)

31/05/2019 12h00

A brasileira Maria Fernanda Guedes passou por uma situação inusitada ao longo desta semana em viagem à Espanha. Em passagem pela capital, a estudante de Publicidade de Recife foi visitar o estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid. Mas o passeio de turismo acabou saindo mais caro do que o planejado.

Maria Fernanda foi direcionada a uma fila específica dentro do estádio e acabou saindo do Santiago Bernabéu como sócia do Real Madrid - pagando bem mais do que o ingresso convencional do tour no estádio.

Em contato com a reportagem, a estudante pernambucana detalhou como se deu o mal-entendido.

"Assim que eu cheguei em Madri fui para o estádio, porque eu queria conhecer. Já eram 17:45, e o tour acabava 19 horas. Deixei minha avó tomando café, porque ela não pode andar muito, e fui com o meu pai", relatou.

"Entrei na fila e vi um painel com uns preços. Mas não estava dizendo o que eram aqueles preços. Eu estranhei, porque tinha um bem caro. Na fila, antes de chegar no caixa, tinha um homem que ficava explicando o que era para fazer. Eu não entendo espanhol, e ele falava muito rápido, muito rápido mesmo. Aí eu ficava respondendo: 'si, si, si'. E não entendia mais nada. Aí ele acabou dando o preço. Meu pai estava afastado de mim, esperando eu pagar", acrescentou a turista brasileira.

Maria Fernanda só percebeu que não havia efetuado a compra correta quando começou a receber o kit de sócia do Real Madrid.

Brasileira Maria Fernanda exibe nas redes sociais a carteirinha de sócia do Real Madrid - Reprodução
Brasileira Maria Fernanda exibe nas redes sociais a carteirinha de sócia do Real Madrid
Imagem: Reprodução

"Eu estranhei o preço. Mas estava em cima da hora e não me liguei. Quando cheguei na mulher (caixa), ela pediu meu endereço, minha identidade. Eu pensei que era para entrar, para eles terem o controle. Do nada a mulher me deu um cartãozinho. Eu estranhei que tinha o meu nome: que chique! Começou a me dar uma sacola, uma foto oficial, um bracelete de capitão, me deu uma faixa. Começou a me dar um montão de coisa, desconto de restaurante, de cinema. Aí eu tentei perguntar o que era, ela disse que eu tinha virado sócia. Fui falar com o meu pai e ele quase me matou", descreveu.

O bilhete convencional da visita ao Bernabéu custa 18 euros. A brasileira acabou ganhando um ingresso, como parte de seu plano de associada. Mas no fim teve que comprar outro avulso para o acompanhante do passeio. O pagamento foi feito no cartão de crédito do pai, em torno de 70 euros, equivalente à entrada do status de sócia. A visitante tentou contornar a situação, mas não foi possível.

"Quando você vira sócia, quase certeza que você não pode desfazer isso. Eu tentei perguntar, mas ele foi meio ignorante. Tem uma mensalidade, mas quando chegar eu não vou pagar", afirmou a brasileira, torcedora do Santa Cruz.

O mal-entendido vivido no estádio de um dos clubes mais conhecidos do mundo acabou viralizando na internet horas depois. A estudante de Pernambuco narrou a situação em uma publicação no Instagram. Então uma amiga repassou a história pelo Twitter e logo Maria Fernanda ficou conhecida por muita gente.

"Uma amiga minha riu muito e colocou no Twitter dela. Mas ela só tem 200 seguidores lá. Mas todo mundo foi compartilhando, comentando. Todo mundo vindo falar comigo, tiveram umas mil mensagens. Fiquei muito impressionada", comentou a estudante, que segue em viagem pela Europa.

Zé Elias, Paulo Sérgio e Julio Gomes analisam final da Champions

UOL Esporte

Mais Esporte