Topo

Flamengo

Quem é o interino que comandará o Flamengo até a Copa América

Alexandre Vidal/ Flamengo
O interino Marcelo Salles conversa com Diego (costas) no CT Ninho do Urubu Imagem: Alexandre Vidal/ Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-05-31T04:00:00

31/05/2019 04h00

Marcelo Salles, o "Fera", será o responsável por comandar o Flamengo até a pausa na temporada para a disputa da Copa América. Aos 41 anos, o interino é um velho conhecido do Rubro-negro, mas sabe que a passagem pelo cargo tem prazo de validade. O presidente Rodolfo Landim deu respaldo ao substituto, mas foi claro ao avisar que o clube terá um novo técnico após a competição sul-americana.

Independentemente disso, o técnico do Flamengo para os jogos contra Fortaleza, Corinthians, Fluminense e CSA tem história longa no mundo da bola e voltou ao Ninho do Urubu na atual temporada para integrar a comissão técnica fixa.

A ligação com o futebol começou em casa. Salles é filho do ex-lateral-esquerdo Marco Antônio, que fez história no Fluminense e também se sagrou campeão mundial com a seleção brasileira na Copa de 1970.

A trajetória profissional começou nos anos 2000, ainda nas categorias de base do Flamengo. A subida ao elenco principal também foi marcada por uma série de cargos. "Fera" foi preparador físico, observador técnico, analista de desempenho e auxiliar técnico.

Em 2009, ele viveu o principal momento no Flamengo. Era o auxiliar direto de Andrade na conquista do título brasileiro. No time de Adriano e Petkovic, Marcelo Salles foi o responsável por estudar os adversários e passar todas as informações ao treinador.

Ele rodou por outros clubes na função de auxiliar técnico, desta vez sob o comando de Joel Santana: Cruzeiro, Bahia, Vasco, Boavista e até mesmo o Flamengo.

Depois de longo período na função, Marcelo Salles decidiu apostar na carreira de técnico, ainda que a tenha interrompido outras duas vezes para ajudar o amigo Joel. Rio Branco-ES, Nova Iguaçu, Audax Rio, Bonsucesso, Imperatriz-MA, Portuguesa-RJ, Sampaio Corrêa-RJ e Volta Redonda foram os clubes comandados por ele.

A experiência é longa e sempre em clubes com limitações financeiras. O cenário é absolutamente distante do milionário Flamengo. Agora, chegou a oportunidade que tanto sonhou. Ainda que seja temporário, o cargo de técnico interino foi abraçado por Marcelo Salles, que terá a missão de tirar o Rubro-negro do turbilhão até a parada para a Copa América.