Topo

Brasileirão - 2019


Athletico domina time misto do Fluminense e vence na Arena da Baixada

Do UOL, em São Paulo

02/06/2019 17h52

O Athletico não deu chances para o Fluminense e venceu por 3 a 0 na tarde de hoje, na Arena da Baixada, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Com domínio desde o início, a equipe comandada por Tiago Nunes contou com gols de Lucho González, Rony e Marcelo Cirino para voltar a vencer após dois tropeços. O Tricolor, com time misto e jogador expulso ainda no primeiro tempo, não se encontrou neste domingo.

Com o resultado, o Athletico sobe para a 10ª posição, com 10 pontos. O Fluminense é o 16º, com seis - mesma pontuação que o CSA, primeiro time da zona de rebaixamento e que ainda joga na sequência da rodada.

As equipes voltam a campo na quarta-feira (5) pela Copa do Brasil. O Athletico recebe o Fortaleza, enquanto o Fluminense visita o Cruzeiro em jogos de volta das oitavas de final.

Cronologia do jogo

Com apenas três minutos, o Athletico mostrou que não daria vida fácil ao Flu. Marco Ruben acertou a trave e criou a primeira boa chance do time da casa. Na segunda oportunidade, o gol. Lucho González recebeu cruzamento dentro da área e abriu o placar aos 20 minutos. Se o 1 a 0 já era bom, melhor ainda para o Furacão quando Airton foi expulso aos 32 minutos. Com vantagem numérica, o Athletico ampliou aos 37, com Rony. O resultado foi definido no fim do segundo tempo, quando Marcelo Cirino marcou o terceiro dos paranaenses.

O melhor: Rony brilha com gol e assistência

REUTERS/Rodolfo Buhrer
Imagem: REUTERS/Rodolfo Buhrer

Se o Athletico conseguiu uma vitória sem sustos na tarde de hoje, muito disso se deve à boa atuação de Rony. O atacante deu assistência para Lucho abrir o placar e ampliou na sequência com um gol de cabeça. A vantagem construída ainda no primeiro tempo deu tranquilidade para o time paranaense sair com o resultado positivo.

O pior: Airton é expulso ainda no primeiro tempo

O volante Airton atrapalhou bastante os planos do Flu na partida ao desfalcar o time ainda no primeiro tempo, quando a equipe já perdia por 1 a 0. O jogador cometeu uma falta dura e desnecessária em Bruno Guimarães aos 32 minutos e foi expulso. Inicialmente, ele deixaria o campo por conta do segundo cartão amarelo, mas, depois de revisão do VAR, recebeu o cartão vermelho direto.

Athletico impõe ritmo forte e não dá chances

O Athletico teve controle do jogo desde o início. Pressionando a marcação na saída de bola do adversário e buscando atacar com velocidade, o time construiu uma vantagem sólida ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, a equipe diminuiu a intensidade, mas seguiu levando a melhor, principalmente por conta da superioridade numérica. A equipe continuou dando as cartas, não sofreu e ainda conseguiu ampliar perto do fim da partida.

Flu sente ausências e sofre com expulsão

REUTERS/Rodolfo Buhrer
Imagem: REUTERS/Rodolfo Buhrer

O Fluminense entrou em campo sem quatro titulares. Agenor, suspenso, e Paulo Henrique Ganso, Gilberto e Luciano, poupados, nem sequer viajaram para Curitiba. Além deles, o atacante Pedro, que esteve em campo com a seleção olímpica na estreia pelo Torneio de Toulon, também era desfalque. Com uma escalação alternativa, o time sofreu com a pressão e a forte marcação do Athletico. A situação ficou ainda mais complicada quando Airton deixou a equipe com um a menos ainda na metade do primeiro tempo.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 3 X 0 FLUMINENSE

Data/hora: 02/06/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wagner Reway (PB)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Nikão (CAP); Airton, Nino e Guilherme (FLU)
Cartão vermeho: Airton (FLU)
Gols: Lucho González (CAP), aos 20 minutos do primeiro tempo, e Rony (CAP), aos 37 minutos do primeiro tempo, e Marcelo Cirino (CAP), aos 38 minutos do segundo tempo.

Athletico
Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira, Márcio Azevedo; Wellington (Léo Cittadini), Bruno Guimarães, Lucho González (Tomás Andrade); Nikão (Marcelo Cirino), Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Fluminense
Rodolfo; Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz (Yuri Lima), Caio Henrique; Airton, Allan, Daniel; Léo Artur (Guilherme), João Pedro e Yony González (Brenner). Técnico: Fernando Diniz.