Topo

São Paulo

São Paulo descarta volta de Tréllez e segue sina da era Leco para achar "9"

Ricardo Duarte/Inter
Tréllez durante treinamento do Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter

José Eduardo Martins, Marinho Saldanha e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo e Porto Alegre

2019-06-02T04:00:00

02/06/2019 04h00

O São Paulo quer atender o pedido do técnico Cuca e contratar um centroavante. O treinador indicou o argentino Juan Dinenno, mas a negociação segue em aberto. Paralelamente, o clube poderia ter o retorno de um jogador da posição, porém tal ideia foi descartada neste momento. Sem espaço no Internacional, Tréllez está livre para voltar de empréstimo ao Morumbi, mas essa hipótese não será concretizada agora segundo apurou o UOL Esporte.

O departamento de futebol do Tricolor paulista não acha que o colombiano tem perfil que se encaixa com o estilo de jogo que Cuca pretende implantar. O jogador está emprestado ao Internacional até o fim deste ano, mas longe dos planos, e deve deixar o clube. O São Paulo desembolsou R$ 6 milhões por 70% dos seus direitos econômicos e tem vínculo com o atacante até dezembro de 2021.

A principal dificuldade para Tréllez no Colorado é a disputa com os outros jogadores estrangeiros. De acordo com o regulamento do Campeonato Brasileiro, são permitidos cinco jogadores gringos por time em cada partida. O Inter tem sete jogadores estrangeiros em seu elenco. Sem chances, Tréllez trabalha junto ao grupo gaúcho e treina também por conta própria em horários diferentes dos demais companheiros em Porto Alegre para manter o ritmo, já que não tem atuado.

O São Paulo, por sua vez, vive a sua sina recente de buscar um centroavante no mercado da bola. Apenas nos últimos anos, com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que está no cargo desde outubro de 2015, o clube viu passar Calleri, Kieza, Ytalo, Chávez, Gilberto, Lucas Pratto, Diego Souza, Tréllez e Gonzalo Carneiro, que está com o seu contrato preventivamente suspenso por causa de doping.

Com moral após o título da Copa Sul-Americana pelo Athletico-PR, Pablo chegou para assumir a camisa 9 apesar de não ser um centroavante clássico. O jogador, porém, precisou passar por um processo cirúrgico na região lombar da coluna e só volta a atuar após a Copa América.