Topo

Futebol


Santos e Athletico entram com liminar por Rodrygo e Lodi. STJD aguarda CBF

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Éder Traskini e Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

04/06/2019 21h02

Santos e Athletico Paranaense entraram no início da noite de hoje com um pedido de liminar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para saber se poderão utilizar Rodrygo e Renan Lodi, respectivamente, nas partidas dessa semana pela Copa do Brasil e para os duelos restantes no Campeonato Brasileiro, antes da parada para a Copa América. Ambos foram convocados para a seleção brasileira olímpica para a disputa do Torneio de Toulon, na França, mas não se apresentaram.

O STJD agora aguarda uma posição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para dar um parecer sobre o assunto. A entidade máxima do futebol nacional tem um prazo de 48 horas para dar uma resposta ao tribunal, que então concederá ou não a liminar.

"Basicamente, o que eles estão pedindo é que o tribunal declare que o atleta está apto e em condições de atuar, considerando a situação como um todo. Baseado na CBF, eu decido se vou conceder a liminar ou não", explicou o presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho, em entrevista ao UOL Esporte.

De acordo com o presidente, Athletico e Santos entraram com pedidos diferentes, mas basicamente de mesmo teor.

"O Athletico Paranaense entrou com uma Medida Inominada, e o Santos entrou com um Mandado de Garantia, que é como se fosse um Mandado de Segurança. Não muda muito. Eu vou determinar que as duas sejam julgadas em conjunto, porque a matéria é a mesma, até para evitar decisão conflitante", acrescenta.

Paulo César Salomão Filho agora aguarda uma posição da CBF para dar uma resposta aos clubes sobre a participação dos jogadores. O Athletico entra em campo já amanhã à noite, quando recebe o Fortaleza na Arena da Baixada, às 19h15. O Santos tem um prazo maior, já que encara o Atlético-MG às 20h de quinta-feira (6), no Pacaembu. Os jogos são válidos pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

"O que eu tenho que decidir agora é a liminar, só que eu não vou decidir isso antes de ouvir a CBF. A lei fala que o prazo são 48 horas. Se eles [CBF] responderem antes, eu despacho, considerando a urgência da medida, assim que eu receber as informações", completa Paulo César.

O UOL Esporte ainda fez contato com a CBF, mas a entidade se limitou a dizer que tanto Rodrygo como Renan Lodi seguem convocados. Santos e Athletico também foram procurados, mas não se posicionaram oficialmente sobre o tema.

Gabriel Machado/AGIF
Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Relembre o caso

Rodrygo e Renan Lodi foram convocados no último dia 15 pelo técnico André Jardine para a disputa do Torneio de Toulon, na França, como preparação para buscar uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Imediatamente após a divulgação da lista, Santos e Athletico pediram a liberação dos jogadores, mas a CBF não se pronunciou. Sem uma resposta formal, os dois não viajaram para encontrar a delegação no dia 27 e seguir rumo à França.

Mesmo assim, a CBF manteve os dois na lista de convocados, o que fez com que Santos e Athletico tirassem os jogadores dos jogos do último final de semana, temendo uma punição como a perda dos pontos.

Se não conseguir a liminar junto ao STJD, os dois não atuam mais pelas equipes antes da Copa América. Rodrygo não retorna ao Peixe depois da competição de seleções, pois já está vendido ao Real Madrid (ESP) e se apresenta em julho. Já Lodi é frequentemente especulado na Europa e também corre risco de deixar o Athletico.

Mais Futebol