Topo

Liga das Nações - 2019


Holanda bate Inglaterra na prorrogação e avança à final da Liga das Nações

SUSANA VERA/REUTERS
Holanda comemora gol contra a Inglaterra na Liga da Nações Imagem: SUSANA VERA/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

2019-06-06T18:23:08

06/06/2019 18h23

A Holanda está na final da Liga das Nações. Na tarde de hoje (6), a seleção comandada por Ronald Koeman venceu a Inglaterra por 3 a 1 na prorrogação, no Estádio Dom Afonso Henriques, na cidade de Guimarães (POR). Com o resultado, a equipe avança à decisão para enfrentar Portugal, que eliminou a Suíça ontem com três gols de Cristiano Ronaldo.

No tempo normal, Rashford abriu o placar para a Inglaterra de pênalti no primeiro tempo, mas De Ligt igualou na segunda etapa. Na prorrogação, Walker (contra) e Promes garantiram a classificação holandesa.

A final da competição será realizada no próximo domingo (9), no Estádio do Dragão, em Porto. No mesmo dia, haverá a disputa pelo terceiro lugar em Guimarães.

O jogo

A etapa inicial foi marcada por equilíbrio entre as duas equipes. Apesar da Holanda ter criado as primeiras chances da partida com Depay, foi a Inglaterra que abriu o placar. De Ligt se atrapalhou na saída de bola e acabou entregando de graça para Rashford. Na sequência, ele derrubou o atacante inglês dentro da área e a penalidade foi marcada. O próprio Rashford foi para a cobrança e colocou os ingleses em vantagem aos 31 minutos.

SUSANA VERA/REUTERS
Imagem: SUSANA VERA/REUTERS

No segundo tempo, veio a redenção de De Ligt. Depois de uma pressão da seleção holandesa, o zagueiro aproveitou cobrança de escanteio aos 27 minutos, subiu alto e completou de cabeça para o gol.

Perto do apito final, uma atuação decisiva do VAR. Lingard recebeu uma enfiada de bola aos 37 minutos e completou na saída do goleiro. A Inglaterra já comemorava, mas o lance foi anulado após o árbitro de vídeo apontar posição irregular do inglês. A tecnologia seria utilizada novamente pouco depois para verificar um possível pênalti para a Holanda, mas nada foi marcado. Com a igualdade, a partida se encaminhou para a prorrogação.

No tempo extra, foi a vez da defesa da Inglaterra dar bobeira. Stones recebeu na entrada da área, demorou para dar sequência na jogada e acabou desarmado por Depay. O atacante bateu para o gol e parou em grande defesa de Pickford, mas, no rebote, Walker dividiu com Promes e acabou mandando contra a própria meta.

A classificação holandesa se confirmou depois de mais um vacilo inglês. Barclay tentou recuar e acabou entregando de graça para Depay, que tocou para Promes marcar com o gol vazio.