Topo

Botafogo

Barroca exalta vitória fora do RJ, mas quer evolução na pausa do Brasileiro

Do UOL, em São Paulo

2019-06-09T22:30:36

09/06/2019 22h30

O técnico Eduardo Barroca não ficou muito satisfeito com a atuação do Botafogo na vitória por 2 a 1 sobre o CSA, na noite de hoje, no Rei Pelé, mas festejou a dedicação dos jogadores, que resultou na primeira vitória da equipe fora do Rio de Janeiro nesta edição do Brasileirão. Antes, o único triunfo como visitante havia sido contra o Fluminense, no Maracanã.

"Precisávamos ganhar novamente fora de casa. Resultado extremamente importante, projeta a gente na tabela. Evidente que a partida não foi 100% da maneira que a gente gostaria, mas os jogadores mais uma vez mostraram muita superação, entrega e coragem", disse Barroca em entrevista coletiva. "Mesmo com a adversidade, foram lá o tempo todo e buscaram o resultado. Estou extremamente feliz com esse grupo. O mérito é todos desses jogadores que estão se dedicando. Mais uma vez uma vitória muito importante para os nossos objetivos na competição."

Ao falar em objetivos, Barroca -- que chegou ao Botafogo na meta de abril -- deixou claro que não havia traçado uma meta de pontos para as nove primeiras rodadas, antes da pausa do Brasileiro para a disputa da Copa América, mas projetou que o tempo sem jogos durante a competição será essencial para a equipe ajustar erros.

"Nosso desafio é contra a gente mesmo, não estabeleci metas até a nona rodada. O combinado era pontuar o máximo que a gente pudesse. Os jogadores têm se dedicado muito. Não estou satisfeito ainda, temos muita margem para melhora. A parada vai nos dar a chance de trabalhar sem o foco nos jogos, temos uma série de coisas para crescer individualmente e coletivamente", avaliou.

Na partida contra o CSA, o Botafogo teve algumas chances no primeiro tempo, mas depois deixou o ritmo cair e viu o adversário abrir o placar com Carlinhos, no início da segunda etapa. Barroca sacou o meia Luiz Fernando e o volante Erik para colocar dois atacantes de origem, Rodrigo Pimpão e Lucas Campos, e conseguiu criar mais perigo no ataque. O time empatou com Cícero e conseguiu a virada com Alex Santana - as duas jogadas passaram pelos pés de Diego Souza e de Pimpão.

"Até os 30 minutos, estávamos controlando muito, trocando passes curtos, criamos bastante chances no início, chute do Alex e um do Diego no travessão. A partir dos 30 minutos, a gente passou a não dar tantas opções para o jogo curto, e o jogo ficou muito vivo. Voltamos para o segundo tempo tentando ajustar isso, mas sofremos o gol", explicou. "Depois do gol, voltamos a ter o controle, o jogo curto e pressionar o adversário. Com mérito e coragem deles."

O último compromisso do Botafogo antes da pausa para a Copa América será contra o Grêmio, na próxima quarta-feira (12), às 19h15 (de Brasília), no Engenhão. O time é o quarto colocado, com 15 pontos conquistados em oito jogos, sendo que a equipe ainda espera o julgamento do STJD sobre o pedido de impugnação do jogo com o Palmeiras, que será no dia 18 de junho.

Confira outros trechos da coletiva de Barroca em Maceió:

Rotatividade do elenco no time titular
"Se não me engano usei 24 jogadores em oito partidas e temos conseguido manter o nível de performance e regularidade. Isso é bastante importante. Estamos conseguir usar os jovens jogadores, estamos conseguindo enfatizar a competição entre eles e deixa sempre a competição. Por consequência disso, temos conseguido os resultados."

Atuação de Fernando no segundo gol
"O Fernando, que era um jogador para não ir à área, me pediu para ir à área. Na coragem, no ímpeto e na vontade de fazer o gol. Acabou que ele acabou participando diretamente do segundo gol. Estou bastante satisfeito com a vitória, mas com muito pé no chão e muita humildade sabendo que temos uma margem para melhorar muita coisa ainda."

Elogios que tem recebido
"Desafio importante na minha vida profissional dirigir uma equipe da grandeza do Botafogo. Trabalhei muito tempo para ter uma oportunidade como essa. Tenho me dedicado e trabalhado muito. Mas o trabalho só anda com a dedicação e a entrega dos jogadores. O que me deixa mais satisfeito é que os jogadores têm se entregado em sua plenitude. Por isso temos conseguido os resultados que a gente tanto deseja."