Topo

Esporte


Portugal bate a Holanda e vence a primeira edição da Liga das Nações

Carl Recine/Reuters
Cristiano Ronaldo ergue taça da Liga das Nações Imagem: Carl Recine/Reuters

Do UOL, em São Paulo

2019-06-09T17:34:56

09/06/2019 17h34

Portugal continua reinando nas competições europeias. Três anos após vencer a Euro, Cristiano Ronaldo e companhia conquistaram também a primeira edição da Liga das Nações, o novo torneio lançado pela UEFA no ano passado. Diante da sua torcida no Estádio do Dragão, o time português venceu a Holanda por 1 a 0, com gol de Gonçalo Guedes, e ergueu mais uma taça.

Após uma primeira etapa repleta de pressão e chances perdidas, o time português teve sua persistência premiada somente aos 15 do segundo tempo. Gonçalo Guedes recebeu de Bernardo Silva e chutou com força para marcar o único gol da vitória lusitana.

Este é o segundo grande título da história da seleção portuguesa. O primeiro havia sido em 2016, quando venceu a França na final da Eurocopa. Já a Holanda continua amargando um jejum de títulos que se arrasta desde 1988, quando conquistaram sua única Euro.

Rui Patrício se destaca

Se a Holanda não conseguiu empatar ou até mesmo virar o jogo foi graças a Rui Patrício. O goleiro de Portugal protagonizou boas defesas após o gol, quando os holandeses enfim se lançaram ao ataque, após um primeiro tempo sem finalizações.

Cristiano Ronaldo apagado

Após o hat-trick na semifinal, o maior nome da seleção portuguesa teve uma atuação discreta na decisão. Cristiano permaneceu o tempo todo bem marcado por Van Dijk e não teve grandes oportunidades de avançar e arriscar ao gol. Nos últimos minutos teve a chance de tentar marcar de falta, mas também foi desperdiçada.

Premiados pela persistência

Durante o primeiro tempo, Portugal só não chegou ao gol porque a defesa da Holanda, comandada pelos badalados Van Dijk e De Ligt, não deram espaço ao time da casa. Com Cristiano Ronaldo bem marcado, Bruno Fernandes ficou mais à vontade para arriscar e somou oito tentativas. Ao todo, os 45 minutos iniciais contaram com 12 finalizações dos portugueses contra nenhuma da Holanda.

Todo esse esforço foi recompensado no segundo tempo, aos 15 minutos. Bernardo Silva desceu com velocidade e encontrou Gonçalo Guedes, que mandou um chutaço para as redes. A Holanda enfim acordou após o gol, mas suas melhores oportunidades acabaram ficando nas mãos de Rui Patrício, que cresceu conforme foi exigido.

Superação de um trauma

Há 15 anos, a seleção portuguesa, comandada por Luiz Felipe Scolari, perdia a final da Eurocopa em casa para a Grécia. O título da Euro veio somente em 2016, mas na França. Quis o destino que Portugal fosse escolhida como sede desta fase final da Liga das Nações e que a seleção pudesse dar mais esta alegria aos seus torcedores, desta vez em casa.

Derrotado, mas promissor

A seleção holandesa esbarrou mais uma vez em um antigo fantasma: a derrota em fases decisivas. Além das três históricas derrotas em finais de Copas do Mundo, a Holanda amargava um retrospecto complicado nos últimos anos, ficando de fora da última edição da Euro e do Mundial. Apesar de mais uma decepção na conta, a Laranja Mecânica (que hoje vestiu um alternativo azul bebê) apresentou um bom futebol e provou nesta Liga das Nações que é uma das seleções mais promissoras neste ciclo até a Copa de 2022.

Portugal 1 x 0 Holanda
Data:
09/06/2019
Local: Estádio do Dragão, em Porto (POR)
Hora: 15h45 (de Brasília)

Gol: Gonçalo Guedes, aos 15' do segundo tempo

Portugal: Rui Patrício; Semedo, José Fonte, Rúben Dias e Raphael Guerreiro; Danilo Pereira, William Carvalho (Rúben Neves) e Bruno Fernandes (João Moutinho); Bernardo Silva, Gonçalo Guedes (Rafa Silva) e Cristiano Ronaldo. Treinador: Fernando Santos.

Holanda: Cillessen; Dumfries, Van Dijk, De Ligt e Blind; Frenkie de Jong, De Roon (Luuk de Jong) e Wijnaldum; Bergwijn (Van de Beek), Depay e Babel (Promes). Treinador: Ronald Koeman.

Mais Esporte