Topo

Futebol


Najila ainda não cumpriu promessa de entregar celular à Polícia Civil

Reprodução/TV Record
Najila Trindade na Record Imagem: Reprodução/TV Record

Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

2019-06-11T20:23:41

11/06/2019 20h23

A modelo Najila Trindade não entregou seu celular à Polícia Civil até as 20h de terça-feira (11), apesar de, em depoimento prestado na semana passada, ter prometido entregar o aparelho na segunda-feira. Nele, estariam armazenadas provas de estupro que Neymar teria cometido. O telefone teria a íntegra do vídeo feito no quarto onde ocorreu o suposto crime sexual.

O material seria usado para fundamentar a acusação, e o não-fornecimento do celular levou o advogado Danilo Garcia de Andrade a renunciar à causa de Najila. Ele deu prazo até ontem (10) para a entrega de todas as provas que a modelo alega ter. Como o ultimato não surtiu efeito, abriu mão do caso.

O UOL Esporte ouviu juristas especializados em direito penal que afirmaram que o ato de Najila não configura crime, mas enfraquece sua credibilidade.

Garcia de Andrade afirmou à reportagem que estava deixando de representar Najila, mas ainda não tomou as medidas legais para efetivar esta decisão. O documento oficializando o afastamento ainda não foi entregue na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher.

No dia em que Najila concedeu entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, quarta-feira da semana passada (5), o advogado Garcia de Andrade falou que ia basear toda sua tese na gravação. A modelo deu versões contraditórias sobre o paradeiro do vídeo que fez no quarto de hotel de Paris onde teria ocorrido o estupro.

Primeiro, disse que tinha guardado as imagens em um lugar seguro. Depois, declarou que estavam em um tablet e que este aparelho fora furtado durante invasão a seu apartamento na última semana. O arrombamento foi negado pelo proprietário do imóvel e pela administração do prédio.

Até o momento, vazaram 66 segundos da gravação, em um total de sete minutos. O conteúdo visto até o momento não favorece Najila. A cena mostra ela agredindo Neymar.

Mais Futebol