Topo

Petraglia rebate torcedor e defende Sérgio Moro: "Orgulho e não vergonha"

Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress
Imagem: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress

Do UOL, em Santos (SP)

12/06/2019 19h31

Presidente do Conselho Deliberativo do Athletico Paranaense, Mario Celso Petraglia saiu em defesa de Sérgio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, dias após conversas vazadas serem divulgadas pelo site The Incercept Brasil. A reportagem afirma que Moro orientou as investigações da operação Lava Jato em Curitiba por meio de mensagens trocadas pelo aplicativo Telegram com o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa.

Nas redes sociais, o "homem forte" do clube rubro-negro respondeu um torcedor que recordou a foto de uma faixa exibida por parte da torcida do Athletico em um clássico contra o Coritiba, em 2016, com os seguintes dizeres: "No país do futebol, meu ídolo usa terno. Sergio Moro".

Além da foto, o torcedor faz o seguinte comentário: "Sempre bom lembrar cada vergonha que passamos com esse clube".

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

A resposta de Petraglia demorou quase dois dias, mas veio: "Orgulho e não vergonha! Graças a esse grande patriota estamos limpando o Brasil de corruptos!".

Em 2016, Sérgio Moro ainda era o juiz que conduzia a primeira instância da investigação que apurava um esquema de lavagem de dinheiro, em operação conhecida como Lava Jato.

Vale lembrar que o Athletico, por meio de Petraglia, demonstrou apoio público a Jair Bolsonaro durante a eleição presidencial ocorrida no ano passado.

Em jogo contra o América-MG válido pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, todos os jogadores - exceto o zagueiro Paulo André - entraram em campo com uma camiseta amarela com a frase "Vamos todos juntos por amor ao Brasil". O clube, inclusive, acabou punido pelo STJD por conta da manifestação.