Topo

Esporte


Demora de até 2h faz COL estender horário para retirada de ingressos

Morumbi recebe o jogo de estreia entre Brasil x Bolívia - Divulgação/Imply
Morumbi recebe o jogo de estreia entre Brasil x Bolívia
Imagem: Divulgação/Imply

Bruno Grossi, Danilo Lavieri, José Edgar de Matos, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/06/2019 13h47

As reclamações enquanto a demora de até 2h para a retirada dos ingressos obrigaram o Comitê Organizador Local da Copa América a estender o prazo para a troca dos bilhetes hoje (13), véspera da abertura entre Brasil x Bolívia, no Morumbi. Quem for retirar ingressos para o primeiro jogo do torneio tem até às 22h.

A informação foi confirmada pelo próprio COL, em comunicado enviado ao UOL Esporte. Relatos de hoje no Memorial da América Latina ratificaram a demora dos últimos dias na capital paulista.

"Para acelerar o fluxo no atendimento em São Paulo, o Comitê Organizador Local aumentará o período de funcionamento até sexta-feira, dia 14, das 9h às 22h, com fila preferencial para a troca da partida de abertura", relatou a organização.

Segundo o COL, as grandes filas relatadas em São Paulo são fruto do procedimento de checagem de dados e de documentos individuais de cada torcedor. O comitê ainda pede para os fãs pegarem os bilhetes com antecedência.

"Alertamos ainda que para partidas que começarão após 20h, o torcedor deve retirar sua entrada antes do fechamento do Centro de Ingressos, porque seu horário de funcionamento não será estendido", acrescenta a nota.

Ainda há ingressos da categoria mais cara para Brasil x Bolívia. Por outro lado, há partidas com vendas muito abaixo do esperado pela Conmebol, conforme relatou o próprio presidente da entidade, Alejandro Domínguez.

"Somente seis partidas (com pouca procura), mas outras completamente vendidas e recordes históricos. Lamentavelmente há partidas com menos público, acreditamos que quando vai chegando os jogos, sabemos a cultura dos sul-americanos que deixam mas para perto, eu acredito que os estádios estarão com bastante gente", declarou.

"A modificação dos preços é algo que não gosto muito. Convido a todos para irem aos jogos, q todos os brasileiros e estrangeiros participem, essas histórias não se repetem sempre. Estamos celebrando 100 anos de história", acrescentou o dirigente.

Mais Esporte