Topo

Fluminense

Luciano contrariou Diniz e diretor do Flu antes de ser liberado de viagem

Carl de Souza/AFP
Luciano pediu para não viajar com a delegação do Fluminense, que encara a Chapecoense hoje Imagem: Carl de Souza/AFP

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-06-13T04:00:00

13/06/2019 04h00

Fora da viagem para Chapecó por conta do desejo de não completar o sétimo jogo pelo Fluminense, o atacante Luciano ouviu duas negativas antes de ser liberado da partida. Ao chegar no centro de treinamento, relatou a questão ao diretor Paulo Angioni, que alegou que não poderia abrir mão do camisa 18. Recorreu ao técnico Fernando Diniz, que também negou. A cúpula de futebol do clube, no entanto, se reuniu e concluiu que não deveria manter um atleta "sem cabeça" no grupo.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.