Topo

Esporte


Turistas viajam para Copa América, mas acabam contagiados por Copa feminina

Turistas colombianos se misturaram com torcida do Brasil em Salvador - Gabriel Carneiro/UOL
Turistas colombianos se misturaram com torcida do Brasil em Salvador Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Gabriel Carneiro

Do UOL, em Salvador

13/06/2019 16h28

Uma série de turistas argentinos e colombianos tomou as ruas de Salvador às vésperas da estreia de suas seleções na Copa América, sábado, na Arena Fonte Nova. Mas enquanto o jogo não chega foi outra competição que contagiou os torcedores.

Em diversos pontos da capital baiana houve mobilizações para assistir ao confronto entre Brasil e Austrália pela Copa do Mundo feminina. A Banda Didá parou uma rua nas proximidades do Largo do Pelourinho e o tradicional Olodum organizou um evento em sua sede para torcer pela seleção brasileira.

Assim, os turistas foram diretamente impactados pela torcida brasileira. "Viemos ver nossa seleção, mas o Brasil respira futebol e nos deparamos com muitas pessoas torcendo na Copa do Mundo. É lindo", conta o colombiano Christian Roni, que veio junto com o amigo Jorge e parou diante da TV no Pelourinho ao lado de vários torcedores brasileiros e alguns outros gringos na mesma condição que eles.

A Banda Didá, assim como foi na estreia da Copa do Mundo feminina, foi exibida em flashes da programação da TV Globo (veja vídeo abaixo). O grupo é exclusivo de artistas mulheres e foi formado como um desmembramento do Olodum, que passa na Globo durante os jogos do Brasil desde 2002.

"É um evento muito marcante para a representatividade, é importante as mulheres estarem na rua para exaltar mulheres", define João Jorge, presidente do Olodum, que recebeu cerca de 50 pessoas e também fez festa em sua sede.

Com suporte de Christian e Jorge e pelo menos mais 15 mil estrangeiros que compraram ingressos para esta partida, Colômbia e Argentina duelam no sábado, às 19h. Não há mais ingressos à venda.

Mais Esporte