Topo

Esporte


Dois "barra bravas" são deportados ao desembarcarem no Rio de Janeiro

Germán Cena e Ernesto Chazarreta foram deportados assim que chegaram ao Rio de Janeiro - Divulgação
Germán Cena e Ernesto Chazarreta foram deportados assim que chegaram ao Rio de Janeiro Imagem: Divulgação

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/06/2019 14h28

Dois torcedores acabaram deportados assim que chegaram ao Brasil para a Copa América. Presentes na lista de mais de 5 mil "barras bravas" vetados pelo ministério de segurança argentino e hinchas do Almirante Brown, Germán Cena e Ernesto Chazarreta foram barrados na imigração e retornaram ao país assim que chegaram ao Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

A informação foi confirmada pelo UOL Esporte com a Aprevide (Agência de Prevenção da Violência no Esporte), depois de contato da reportagem com o secretário executivo da entidade, Juan Manuel Lugones.

Germán Cena e Ernesto Chazarreta são os primeiros torcedores deportados de volta para a Argentina, que fez um acordo com o ministro Sérgio Moro e o governo brasileiro para agir em parceria contra os "barras" na Copa América.

"Este é fruto de nosso trabalho diário para que estas pessoas fiquem fora dos gramados e longe dos verdadeiros torcedores, que as famílias possam ir ao futebol com tranquilidade", disse Lugones, em comunicado.

Segundo a entidade, os dois "barra bravas" chegaram ao Rio de Janeiro com a intenção de ir a Salvador, palco da estreia da Argentina no torneio. A equipe de Lionel Messi encara a Colômbia neste sábado (15), a partir das 19h (de Brasília), na Arena Fonte Nova.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Federal para comentar sobre os dois torcedores deportados, mas não recebeu resposta até o momento.

Mais Esporte