Topo

Botafogo

Erik tem brilhado no Bota, mas oscilação em jogos antes de recesso preocupa

REUTERS/Sergio Moraes
Erik teve queda de rendimento nos últimos quatro jogos com a camisa do Botafogo Imagem: REUTERS/Sergio Moraes

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-06-14T04:00:00

14/06/2019 04h00

Erik pediu para ficar no Botafogo e iniciou seu segundo ano no clube da mesma forma que terminou 2018: brilhando intensamente. Um dos principais jogadores do elenco viu a responsabilidade ser dividida com Diego Souza. Mesmo após a chegada do centroavante, o camisa 11 manteve o bom nível de atuações.

O problema ocorreu nos últimos quatro jogos do Botafogo. Já na goleada por 4 a 0 sobre o Sol de América-PAR, Erik não teve o mesmo desempenho de jogos anteriores. As atuações apagadas se repetiram nas vitórias sobre Vasco e CSA, além da derrota para o Grêmio, na última quarta-feira.

Os números mostram essa queda de rendimento. Na goleada por 4 a 0 no Sol de América, Erik participou diretamente apenas do último gol, quando tocou para Diego Souza desencantar. Contra o Vasco, não apareceu no lance do gol marcado novamente pelo centroavante.

Contra o CSA novamente o camisa 11 não foi decisivo e apenas acompanhou os companheiros resolverem a parada. Diego Souza deu passe para Cícero no primeiro gol e Fernando cruzou para Alex Santana definir a vitória. Contra o Grêmio, o Botafogo pouco criou e sequer chegou a marcar.

No último jogo, Barroca tentou alternativas para fazer o Botafogo reagisse dentro de campo. Recuou Diego Souza para armar as jogadas, já que a bola pouco chegou ao centroavante. Erik não funcionou nem na criação, nem na finalização.

"A gente já vem fazendo isso ao longo dos jogos. Em algumas partidas eu já tenho utilizado o Erik mais próximo do Diego Souza. Hoje, por exemplo, eu voltei com o Diego para fazer uma ponta de losango em uma parte do jogo e acho que deu resultado na posse de bola. A gente tem tentado trabalhar algumas alternativas e a gente conseguiu isso nesses primeiros nove jogos", disse Barroca.

Com 15 pontos, o Alvinegro ocupa a 4ª colocação, mas poderá despencar na tabela até o fim da 9ª rodada, última antes da paralisação para a disputa da Copa América. O Botafogo volta a campo no dia 14 de julho, quando visitará o Cruzeiro, no Mineirão.