Topo

Futebol


Técnico do Peru não reclama de gols anulados pelo VAR: "Não há o que dizer"

REUTERS/Henry Romero
Cueva, durante partida entre Peru e Venezuela. Jogo terminou empatado em 0 a 0 Imagem: REUTERS/Henry Romero

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

2019-06-15T18:53:41

15/06/2019 18h53

Ricardo Gareca não reclamou dos dois gols anulados que teve no empate em 0 a 0 com a Venezuela, hoje (15), na Arena do Grêmio, na estreia da Copa América. O técnico do Peru disse que os jogadores precisam se acostumar com isso. O que tirou o ex-palmeirense do sério foram apenas perguntas sobre André Carrillo.

O atacante de lado de campo foi chamado a entrar faltando cinco minutos para o fim do jogo. E a primeira pergunta sobre ele, foi respondida de forma direta. "O Carrillo, foi porque eu resolvi assim, simplesmente isso", disse.

Depois, o treinador explicou um pouco mais a ausência do atacante. "Expliquei Carrillo, foi uma decisão minha. Levando em conta que nós em campo, com conhecimento que vocês devem ter, Carrillo faz dois meses que não tem ritmo, teve uma lesão. Nesta situação, Zambrano veio de lesão, Farfán também. É um trâmite que temos que ter ritmo de competição, numa competição tão importante, escolhemos assim", completou.

O Peru teve dois gols anulados pelo VAR. Tanto no primeiro, quanto no segundo tempo. Mas não houve qualquer reclamação sobre isso.

"É o que está regulamentado, temos que nos adaptar. Esperar para tomar uma decisão. Então, neste caso, foram situações que não vi o vídeo, mas me informaram que a posição está adiantada, por pouco, mas não há o que dizer. É um jogo dinâmico, o futebol, agora temos que esperar. Talvez se demora um pouco mais a partida, mas se assim entendem os entendidos, que vai melhorar o futebol, estamos nos adaptando", disse Gareca.

Com um ponto cada no grupo A, Peru e Venezuela agora têm pela frente a segunda rodada. Os peruanos encaram a Bolívia e os venezuelanos encaram o Brasil.

Mais Futebol