Topo

Futebol


Amigo de Neymar e CEO das empresas prestam depoimento sobre suposto estupro

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

17/06/2019 12h51Atualizada em 24/06/2019 19h37

Um amigo de Neymar, identificado como Carlos Henrique, e Altamiro Bezerra, economista CEO das empresas que cuidam da carreira do atleta, foram até a 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo hoje para depor sobre o caso de suposto estupro contra Neymar. Eles chegaram ao local no começo da tarde e apenas o "parça" do jogador conversou com a imprensa.

Carlos Henrique falou rapidamente com os jornalistas. Questionado sobre como soube a respeito do envolvimento entre Neymar e Najila, ele afirmou que esteve pessoalmente com o jogador.

Já Altamiro Bezerra estava acompanhado de um dos advogados que cuidam da defesa de Neymar, Davi Tangerino. O CEO chegou a ser questionado por jornalistas sobre seu depoimento, mas entrou calado e seguiu diretamente para a sala da delegada Juliana Bussacos, que lidera as investigações. Ele deve falar a respeito das circunstâncias de uma reunião entre o pai de Neymar e José Edgard Bueno, antigo advogado de Najila Trindade, da qual ele também teria participado. Neymar pai afirma que foi vítima de tentativa de extorsão.

"Temos dois depoimentos para hoje e as outras diligências ainda não tivemos acesso", afirmou a promotora Flávia Merlini, que acompanha o caso.

Altamiro deixou o prédio da delegacia de defesa da mulher 2h30 depois de chegar e seguiu calado para o 11º Distrito Policial, que fica no mesmo terreno.

O inquérito sobre o suposto estupro está em reta final de investigação. A polícia espera terminar todos os trabalhos até quarta-feira.

Mais Futebol