Topo

Futebol


Goleiro uruguaio estranha estádios vazios na Copa América: "Ninguém gosta"

Goleiro Fernando Muslera concede entrevista coletiva em Porto Alegre - Marinho Saldanha/UOL
Goleiro Fernando Muslera concede entrevista coletiva em Porto Alegre Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

18/06/2019 15h09

O goleiro Fernando Muslera, do Uruguai, estranhou os estádios vazios na Copa América até agora. Segundo o jogador de 33 anos que atua pelo Galatasaray, da Turquia, nenhum jogador gosta de olhar para as cadeiras vazias nos estádios.

"Ninguém gosta de ver as tribunas vazias. Ninguém gosta. E vocês sabem disso, é estranho, complicado. Esta situação chamou atenção de todos nós até agora", disse em entrevista coletiva concedida hoje (18) em Porto Alegre.

O Uruguai estreou contra o Equador num público de 13.611 pagantes em Belo Horizonte. E não foi o pior até agora. Em Porto Alegre, Venezuela e Peru jogaram para 11.107 pagantes.

Conforme mostrou o UOL Esporte, a Copa América do Brasil tem taxa de ocupação inferior às edições de 2015, no Chile, e 2016, nos Estados Unidos.

Agora, para o duelo de quinta-feira, na Arena do Grêmio contra o Japão, a situação deve mudar um pouco. Como o Uruguai fica relativamente próximo a Porto Alegre, a organização da competição espera aproximadamente 15 mil uruguaios no duelo da segunda rodada do grupo C.

E o apoio não será apenas de visitantes. Muitos brasileiros têm comparecido ao hotel que serve de concentração para o Uruguai apoiando a seleção desde a chegada ao Rio Grande do Sul.

"É lindo que gente de outro país te apoie num torneio tão importante. Tenho amigos aqui, como Taffarel (preparador de goleiros da seleção brasileira) e sua família. Gostam muito do Uruguai, muitas pessoas daqui vão ao Uruguai e isso é muito lindo", completou Muslera.

O Uruguai realizou treinamento fechado na manhã de hoje no CT do Grêmio. Amanhã, o protocolo de atividade se repetirá e no fim da tarde o técnico Óscar Tabárez concede entrevista coletiva.

O duelo com os japoneses está marcado para as 20h (de Brasília), na quinta-feira.

Mais Futebol