Topo

Cruzeiro

Itair recebeu documento que concede "amplos poderes" à frente do Cruzeiro

Vinnicius Silva/Cruzeiro
Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, em entrevista na Toca da Raposa Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-06-18T19:37:04

18/06/2019 19h37

O vice de futebol do Cruzeiro, Itair Machado, recebeu uma procuração do presidente Wagner Pires de Sá, para ter "amplos poderes" no clube.

Os dois antecessores de Itair no cargo de vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin e José Maria Fialho, não receberam as mesmas cartas. A reportagem entrou em contato com ambos para falar sobre o caso. Os dois disseram que não possuíam documento semelhante. Thiago Scuro, Isaías Tinoco, Valdir Barbosa e Benecy Queiroz também não foram contemplados com a mesma documentação.

Por outro lado, os antigos diretores Alexandre Mattos, que foi dirigente entre 2012 e 2014 na Toca da Raposa II, Dimas Fonseca, que esteve no clube em 2010 e 2011, e Eduardo Maluf, que trabalhou na equipe na década passada, haviam recebido documentos semelhantes, de acordo com a atual gestão cruzeirense.

No documento datado em 15 de junho de 2018, ao qual o UOL teve acesso, Pires de Sá confere a Itair "amplos poderes, especialmente para contratar, rescindir contratos, negociar jogadores, defender os interesses (de Pires de Sá), podendo inclusive autorizar pagamentos à partir da data de assinatura da presente procuração até 31/12/2020".

Reprodução
Imagem: Reprodução

Pires de Sá, inclusive, enviou a procuração a alguns empresários para comprovar os poderes dados a Itair.

Procurada, a assessoria do clube prometeu se pronunciar até amanhã. O UOL se compromete a publicar a versão da diretoria assim que recebê-la.

Ontem, Zezé Perrella, presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, definiu a data da reunião extraordinária para votar o possível afastamento de Pires de Sá e seus diretores por conta das supostas irregularidades na gestão à frente do clube. O encontro será em 5 de agosto.