Topo

Santos

Revelação à moda antiga: conheça novo projeto de "raio" do sub-13 do Santos

Ivan Storti/Divulgação V2MM
Matheus Lima, promessa do sub-13 do Santos Imagem: Ivan Storti/Divulgação V2MM

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-06-22T04:00:00

22/06/2019 04h00

O atacante Rodrygo deixou o Santos rumo ao Real Madrid (ESP) e deixou aberta a pergunta que sempre paira sobre a base do Peixe: quem será o próximo 'raio' da Vila Belmiro? O meia Matheus Lima, do sub-13, surge como forte candidato à vaga.

Matheus é o grande destaque de sua categoria e enverga a camisa 10 da equipe. Rápido e habilidoso, o jovem veio do futsal e passou pelo Gremetal, acostumado a revelar craques como Neymar.

O garoto começou na Escolinha Meninos da Vila aos cinco anos, mas como o Peixe não disputava competições nesta categoria ele foi para o Gremetal. Em 2013 e 14, Matheus foi eleito o melhor jogador do estado na categoria, com apenas 7 e 8 anos. Aos 9, recebeu um convite do Santos e começou a atuar também no campo. Ele sabe da responsabilidade de vestir a camisa santista.

"É uma honra, um privilégio. Passa um monte de sonhos na cabeça, mas posso dizer que já vivo o maior deles todos os dias: estar no caminho certo, que é estar no Santos. E jogar com a 10 é uma felicidade ainda maior. Me dá ainda mais confiança para seguir com tudo que quero conquistar", disse em entrevista ao UOL Esporte.

Adepto dos dribles em espaço curto, característica que desenvolveu nas quadras, Matheus é um meia que chega bastante ao ataque com arrancadas em velocidade. Na última semana marcou um golaço pelo sub-13 santista.

Barata, um dos coordenadores do futsal santista, é só elogios ao garoto tanto dentro quanto fora de campo. Apesar de ser da nova geração, Matheus guarda traços antigos, de uma geração de jogadores que se preocupavam apenas em jogar bola.

Ivan Storti/Divulgação V2MM
Imagem: Ivan Storti/Divulgação V2MM

"Sempre foi um menino diferente em todos os sentidos. Não só a qualidade técnica e de decisão, mas o comprometimento desde pequeno. É muito sério, não está preocupado com cor de chuteira, cabelo, essas frescuras. Sempre dedicado, sério e focado. Junta isso com a qualidade dele, mostra que está no caminho. Apostamos muito nele", disse Barata.

Matheus sabe da pressão de jogar pelo Peixe e ainda mais ser considerado uma joia na base santista que já revelou tantos craques. Mesmo assim, o garoto se mantém focado e sonha em um dia fazer história no Santos.

"Não ligo (para as expectativas). Vejo o futebol como minha grande diversão e paixão. Quero melhorar sempre, todos os dias, em cada treinamento, em cada jogo. Minha família e as pessoas que trabalham comigo me ajudam muito e por isso, fico tranquilo. Quero ser campeão pelo Santos, ser mais um grande Menino da Vila e ter meu nome no Muro do CT também", projeta.