Topo

São Paulo

Mesmo após 13 anos, derrota no Mundial para SPFC incomoda 10 do Liverpool

Shaun Botterill/Getty Images
Luis Garcia durante a partida contra o São Paulo, na final do Mundial de Clubes Imagem: Shaun Botterill/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-26T11:48:15

26/06/2019 11h48

O meia-atacante Luis García, camisa 10 do Liverpool em 2005, afirmou que a derrota na final do Mundial de Clubes para o São Paulo o incomoda até hoje, mesmo após quase 14 anos. Em entrevista à ESPN, publicada nesta manhã, o espanhol revelou que gostaria de voltar no tempo para mudar suas ações dentro da partida e não poupou elogias à atuação de Rogério Ceni.

"Foi difícil para mim. Para ser honesto, para um jogador aposentado, perceber que você teve a chance de vencer aquele título e não o fez é bastante frustrante. Se eu pudesse, voltaria no tempo e tentaria fazer algo diferente para tentar vencer porque é um título especial", disse García.

A temporada 2004/05 foi a melhor de García com a camisa do Liverpool. O meia atuou em 44 partidas e marcou 13 gols - 5 deles na Liga dos Campeões. Para o jogador, ainda hoje, os Reds poderiam ter vencido aquela partida, já que o São Paulo era o 'azarão'.

"Eu ainda acho que poderíamos ter vencido aquele jogo porque éramos o Liverpool e o São Paulo provavelmente era o azarão. Mas nós encontramos um oponente muito complicado, que marcou um gol cedo e para nós foi muito difícil de reverter depois", completou.

Em 2005, Rogério Ceni foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes da Fifa. Na opinião de García, o atual técnico do Fortaleza foi o principal responsável pelo título Tricolor.

"Tivemos três gols anulados e um goleiro que foi muito difícil de vencer. Ele estava em todas as bolas, fazendo defesas incríveis. Talvez tenha sido o melhor jogo da carreira dele. Tenho que dizer que ele era um goleiro fantástico", concluiu.