Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


Trump convida seleção após capitã dizer que não ia à "p... da Casa Branca"

REUTERS/Bernadett Szabo
Rapinoe comemora gol marcado para os Estados Unidos sobre a Espanha Imagem: REUTERS/Bernadett Szabo

Do UOL, em São Paulo

2019-06-26T13:29:29

26/06/2019 13h29

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ficou incomodado com a declaração de Megan Rapinoe, capitã da seleção que disputa a Copa do Mundo feminina. Em entrevista à revista "Eight by Eight", a jogadora disse que não iria à "porra da Casa Branca, não" caso conquistasse o torneio.

Em seu Twitter, Trump criticou Rapinoe e afirmou que ela precisaria primeiro vencer a Copa do Mundo para depois falar. Na sequência, convidou as jogadoras da seleção para visitar a Casa Branca mesmo se não forem campeãs.

"No nosso país as ligas e os times amam visitar a Casa Branca. Eu sou um grande fã da seleção americana, e do futebol feminino, mas Megan deve vencer primeiro e depois falar. Termine o trabalho. Não convidamos ainda Megan e a seleção, mas agora eu estou convidando a seleção, ganhando ou perdendo. Megan nunca deve desrespeitar nosso país. Tenha orgulho da bandeira que você está vestindo", escreveu.

Essa não foi a primeira manifestação política de Rapinoe durante a disputa da Copa do Mundo. A jogadora não canta o hino nacional antes das partidas em protesto às desigualdades presentes nos Estados Unidos.

A seleção norte-americana enfrentará a França nas quartas de final da Copa do Mundo. A partida acontecerá na sexta-feira (28), às 16h (de Brasília).

Errata: o texto foi atualizado
Em sua postagem, Donald Trump convidou a seleção norte-americana à Casa Branca "ganhando ou perdendo", e não "vencendo ou ganhando".
ESPN e Ei PLus

Assista a todos os jogos e programas de ESPN e El Plus sem TV a cabo.

Mais Copa do Mundo Feminina - 2019