Topo

Esporte


VAR incomoda Chile e Colômbia em jogo decisivo na Arena Corinthians

Árbitro Nestor Pitana consultou o VAR duas vezes no duelo pelas quartas de final - REUTERS/Amanda Perobelli
Árbitro Nestor Pitana consultou o VAR duas vezes no duelo pelas quartas de final
Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/06/2019 23h56

O VAR terminou a noite como um dos protagonistas do decisivo duelo entre Chile x Colômbia, válido pelas quartas de final da Copa América. Acionado duas vezes para anular gols chilenos - primeiro de Aránguiz e depois de Vidal -, o recurso tecnológico incomodou os dois técnicos. Tanto Reinaldo Rueda quanto Carlos Queiroz protestaram com o processo usado hoje (28) pelo árbitro argentino Nestor Pitana.

Eliminado nos pênaltis pelos chilenos, mas beneficiado pelas correções do VAR, Carlos Queiroz desabafou contra o recurso tecnológico e o tempo demandado por Pitana para tomar as decisões. O português também reclamou das novas recomendações para o impedimento, que só é devidamente confirmado com o fim da jogada.

"Durante 100 anos, tinha uma pessoa no campo que tomava as decisões do futebol em 1s. Agora, param o jogo e vão ver uma coisa que já foi vista. Mas não quero falar do VAR, quero falar da responsabilidade que tenho. Sou o único responsável pela eliminação", afirmou o treinador português.

"Há uma solicitação de fora do jogo, de uma pessoa a uns 40m ou 50m longe [o bandeirinha]. O árbitro manda continuar, continua, continua e os jogadores seguem. Isso nos marca porque não sabemos o que fazer. Vamos ou não vamos? Imagina um defensor que tenta um desarme e recebe o vermelho. Volta para dar o impedimento e anula o cartão?", questionou.

Vitorioso no confronto, embora prejudicado com as correções do VAR, Reinaldo Rueda também abordou o tema do árbitro de vídeo em sua coletiva de imprensa.

"A verdade é que temos que nos acostumar a isso. É algo que perde a espontaneidade, mas gera uma novidade de sentimento. Gera frustração depois que você celebra o gol", comentou o treinador ex-Flamengo, que agora aguarda o vencedor de Uruguai x Peru na semifinal.

"No futebol tem que assimilar. As decisões do VAR foram contra, mas espero que a gente tenha a favor também. Sorte que o grupo não perdeu o foco, o equilíbrio e o controle mental por esta situação em um jogo tão difícil", encerrou Reinaldo Rueda, classificado entre os quatro melhores da Copa América.

Classificado, o Chile viaja amanhã para Porto Alegre, palco do duelo semifinal. A Arena do Grêmio recebe os chilenos na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília). Uruguaios e peruanos definem o rival do bicampeão amanhã (29), a partir das 16h (de Brasília), na Fonte Nova.

Mais Esporte