Topo

Futebol


Em primeiro teste de Jesus, Flamengo bate Madureira em jogo-treino na Gávea

Torcedores do Flamengo assistem ao amistoso do time contra o Madureira - Alexandre Araújo/UOL
Torcedores do Flamengo assistem ao amistoso do time contra o Madureira Imagem: Alexandre Araújo/UOL

Alexandre Araújo

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/06/2019 13h16

O técnico Jorge Jesus teve o primeiro desafio à frente do Flamengo e contato com parte dos rubro-negros em jogo-treino realizado na manhã de hoje (29), contra o Madureira, na Gávea. Sob os olhares de cerca de 500 torcedores, Diego e Vitinho, duas vezes, garantiram a vitória por 3 a 1. Ygor Catatau descontou para o Tricolor suburbano.

Até o retorno do calendário nacional, após a Copa América, ainda não há amistoso ou novo jogo-treino previsto.

O time rubro-negro volta a campo oficialmente no próximo dia 10, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Alterações

Neste primeiro teste de Jorge Jesus, o que se viu foi um Flamengo com outra cara. O treinador testou uma nova formação e mudou alguns jogadores de posição. Rodinei começou o duelo na lateral direita, setor que vinha tendo Pará como titular. Além disso, Arão atuou como primeiro volante (nas jogadas defensivas, auxiliava como terceiro zagueiro) e Diego ficou um pouco mais recuado, tendo à frente um quarteto formado por Lucas Silva, Vitinho, Bruno Henrique e Gabigol - uma espécie de 4-1-3-2.

O goleiro Diego Alves não atuou por ter sentido um incômodo na coxa e Everton Ribeiro ainda se recupera de dores no tendão do pé direito. O lateral-esquerdo Trauco, o volante Cuélla e o meia Arrascaeta não estiveram à disposição por conta da Copa América.

Primeiro tempo

O Flamengo começou pressionando o Madureira e não demorou muito a abrir o placar. Com o quarteto ofensivo, as jogadas pelas alas eram bastante exploradas, com triangulações que, inclusive, faziam com que, vez por outra, os laterais "puxassem" pelo meio. Em certo momento, Vitinho, que estava pela esquerda, inverteu com Lucas Silva. Após tal mudança, Gabigol ganhou ainda mais liberdade para sair da área, enquanto Lucas Silva fazia dupla com Bruno Henrique.

Diego e Vitinho fizeram com que o time rubro-negro fosse para o intervalo com a vantagem no placar.

Acanhado, o Madureira buscava saídas em velocidade, mas falhava nos passes no meio de campo e não conseguia manter a posse.

Segundo tempo

No decorrer da etapa final, Jesus fez algumas alterações. Lincoln, que entrou na vaga de Lucas Silva, atuou centralizado, mas recuando para buscar jogo. A formação mudou um pouco com as entradas dos volantes Piris e Ronaldo, que substituíram Arão e Diego, respectivamente. A partir deste momento, mesmo com Ronaldo conseguindo espaços na saída de bola, o quarteto ofensivo passou a ter uma movimentação maior para que opções fossem criadas.

O Tricolor suburbano, por sua vez, arriscava mais e teve um pouco mais de presença no campo de ataque em relação ao que vinha demonstrando, mas, ainda assim, sem muitos sustos ao goleiro Cesar.

Jesus mudou o time quase todo e colocou Berrío na vaga de Diego. Foi dos pés dele que saiu o terceiro gol do Flamengo, marcado por Vitinho.

Com toda a equipe reserva do Flamengo em campo, o Madureira conseguiu aproveitar e balançar a rede. Em uma falha na saída de bola, Ygor Catatau balançou a rede.

Movimentação intensa no clube

Apesar do sábado de sol no Rio de Janeiro, a movimentação na Gávea nesta manhã foi mais intensa que o normal. "É por causa do jogo", disse um funcionário, ao ouvir um comentário sobre o número de pessoas presentes à sede logo cedo.

Muitos sócios chegaram com acompanhantes que compraram o convite para ter acesso ao clube. Normalmente, são permitidos cinco acompanhantes, mas, por conta do evento, cada sócio ficou limitado a apenas um. O preço do "ingresso", R$ 30, não sofreu alteração. A estimativa é de que cerca de 500 pessoas acompanharam o jogo-treino.

Os torcedores ficaram ao redor do gramado uma vez que a arquibancada não vem sendo usada por conta de questões na parte superior da estrutura.

Primeira vez

No jogo-treino de hoje, Jorge Jesus pôde, pela primeira vez, estar na Gávea, sede do Flamengo. O local foi usado para treinamentos durante muitos anos, até que, em 2010, na gestão Patricia Amorim, o CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, passou a ser "a casa" rubro-negra.

Portugueses de olho

Além da transmissão da CMTV para Portugal, uma equipe da RPTV acompanhou o jogo treino. O repórter Pedro Sá Guerra comentou sobre a expectativa em relação ao trabalho de Jorge Jesus no Flamengo

"Sou correspondendo aqui no Brasil e, desde o início, estou acompanhando os primeiros dias de Jorge Jesus. Em Portugal, a expectativa é enorme para saber como vai ser esse primeiro jogo. Vamos ver. Jorge Jesus é um homem que, geralmente, não desilude (risos). Tudo depende da equipe ou, como chamamos em Portugal, da matéria-prima. Ele é um homem que está sempre ao ataque, quer ganhar, ganhar, ganhar. Pensa permanentemente nisso", disse.

Mais Futebol