Topo

Esporte


Por paixão ou negócio, investir em times é mais do que hobby para famosos

Lebron James durante jogo do Liverpool em 2011 - Clive Brunskill/Getty Images
Lebron James durante jogo do Liverpool em 2011 Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/06/2019 04h00

A cena do ex-jogador de basquete canadense Steve Nash vibrando loucamente com o acesso do Mallorca à primeira divisão do Campeonato Espanhol é uma amostra de que é cada vez mais comum esportistas e personalidades investirem no futebol, seja por negócios, seja por paixão. O músico Elton John e LeBron James são outros exemplos de famosos que mantêm ou já tiveram participação na administração de clubes.

No caso de Nash, a paixão pelo futebol é antiga e conhecida desde os tempos em que ele ainda era um dos principais jogadores da NBA. O canadense já treinou com o elenco da Inter de Milão, escalou as grades de La Bombonera e, após a aposentadoria, resolveu se aproximar mais do esporte como investidor. Primeiro, tornou-se acionista do Vancouver Whitecaps, em 2015. Um ano depois, expandiu seus negócios com participação nas ações do Mallorca.

Steve Nash quando atuava no Phoenix Suns - Jeff Topping/Reuters
Steve Nash quando atuava no Phoenix Suns
Imagem: Jeff Topping/Reuters

Nash tornou-se acionista do time espanhol por influência de Robert Sarver, dono do Phoenix Suns que se tornou proprietário do Mallorca. O começo da parceria, no entanto, foi preocupante, com a queda para a terceira divisão espanhola. A relação com o clube ficou mais intensa no momento dificuldade, com Nash mais próximo da gestão na arrancada de duas temporadas com acesso que culminou com a volta à divisão principal.

Não à toa, a comemoração de Nash foi tão intensa. Viralizou nas redes sociais o vídeo da comemoração com direito a champanhe. MVP por duas vezes da NBA quando defendia o Phoenix Suns, mas sem conseguir colocar o anel no dedo, Nash agora tem aproveitado ao máximo as emoções do futebol.

Lebron e Liverpool

Ainda na ativa na NBA, Lebron James também tem ligação com o futebol fora das quatro linhas. Mas para o jogador dos Lakers, os lucros parecem mais tentadores do que a paixão. LeBron se tornou acionista do Liverpool em 2011 e, segundo informações da "ESPN", pagou US$ 6,5 milhões por 2% de participação. O lucro do jogador é incerto, mas desde então o clube sofreu forte valorização e, segundo a Forbes, tem o valor de mercado de US$ 2,2 bilhões.

A ligação com o Liverpool no âmbito esportivo é mantida por LeBron James por meio das redes sociais. O jogador frequentemente posta vídeos comemorando vitórias importantes do time que conquistou a Liga dos Campeões na última temporada. Na final contra o Tottenham, o jogador escreveu diversos tuítes até extravasar com o título - e mais lucros.

Elton John e sua relação com o Watford

Elton John durante jogo do Watford - John Sibley/Reuters
Elton John durante jogo do Watford
Imagem: John Sibley/Reuters

Mas não são só jogadores de basquete que investem pesado no futebol entre os famosos. Torcedor fanático do Watford, o cantor Elton John é o maior exemplo de que é possível ajudar o seu clube de coração.

O músico investiu dinheiro próprio e presidiu o clube em duas ocasiões. Não à toa, virou nome de arquibancada no Estádio Vicarage Road e até hoje se mantém próximo ao clube, seja por meio de preleções ou como apenas mais um torcedor do time hoje na primeira divisão inglesa.

Ronaldo e Beckham

Jogadores da mesma geração que durante a carreira se tornaram fenômenos de marketing, David Beckham e Ronaldo hoje também compartilham de um mesmo objetivo: alavancarem clubes de que se tornaram acionistas.

Neste ano, David Beckham adquiriu 10% de participação do Salford City, equipe que disputa a Conferência Nacional (equivalente à 5ª divisão do futebol inglês). Os irmãos Gary e Phil Neville, Ryan Giggs, Paul Scholes e Nicky Butt, todos ex-companheiros do Manchester United, também têm ações no Salford.

Já Ronaldo tornou-se sócio majoritário do Valladolid, clube da primeira divisão espanhola. E a permanência na Série A gerou um prêmio inusitado oferecido pelo ex-jogador: ele levou o elenco para comemorar em Ibiza, um de seus destinos favoritos.

Ronaldo é o sócio majoritário do Valladolid - REUTERS/Albert Gea
Ronaldo é o sócio majoritário do Valladolid
Imagem: REUTERS/Albert Gea

Mais Esporte