Topo

Esporte


Presidente da CBF vê seleção longe do Maracanã mesmo após título e festa

Rogério Caboclo abraça Daniel Alves antes de entregar prêmio de melhor jogador da Copa América - Buda Mendes/Getty Images
Rogério Caboclo abraça Daniel Alves antes de entregar prêmio de melhor jogador da Copa América Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/07/2019 00h03

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, não vê a seleção brasileira atuando mais vezes no Maracanã mesmo depois da festa no estádio com o título da Copa América.

"Isso depende da possibilidade dos jogadores que atuam na Europa. É mais fácil que eles estejam lá (na Europa) do que aqui. Infelizmente. A gente queria que fosse diferente", declarou.

Caboclo também foi questionado sobre um possível incômodo de Tite com mudanças na comissão técnica da seleção. "Não há saída de ninguém. A comissão técnica mantém íntegra e permanente. Não há esse comentário."

O presidente da CBF ainda falou sobre a polêmica declaração de Lionel Messi. Ontem, o argentino afirmou que a Copa América estava armada para o Brasil ser campeão.

"Não tenho nada a falar da declaração dele. A gente tem considerações sobre arbitragem, mas a gente não comenta, a gente respeita", disse Caboclo.

Mais Esporte