Topo

Futebol


Atlético-MG repete erros defensivos da final do Mineiro e liga alerta

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

12/07/2019 04h00

O Atlético-MG cometeu pelo menos dois erros defensivos que terminaram em gol no revés por 3 a 0 para o Cruzeiro, na noite de ontem, no Mineirão. Réver e Elias vacilaram em lances cruciais para a derrota dos comandados de Rodrigo Santana.

Quando o placar já apresentava vitória por 1 a 0 para o Cruzeiro, Réver tentou cruzar uma bola na defesa e mandou nos pés de Pedro Rocha. O atacante avançou em velocidade, driblou Victor e rolou para Thiago Neves marcar o segundo gol do jogo. Na etapa final, Elias tentou jogada individual na saída de bola e entregou a posse para o adversário. Na sequência, Robinho finalizou duas vezes para estufar a rede de Victor e selar o marcador.

Os erros defensivos se tornaram uma preocupação para o time de Rodrigo Santana. O próprio técnico e os jogadores da retaguarda reconheceram os equívocos.

"Olha, esse erro de hoje foi alertado. O primeiro gol que tomamos no primeiro jogo da final foi mais ou menos desta forma. Perdemos a bola na entrada da área e o adversário foi muito forte na marcação. Hoje, infelizmente, acabamos errando novamente", disse o técnico do Galo.

"Realmente, a gente não esperava esse resultado, mérito deles que foram muito efetivos, principalmente nos dois gols que acabamos entregando", acrescentou, referindo-se aos erros de Réver e Elias, ambos na transição da defesa para o meio de campo.

O técnico atleticano não foi o único a falar sobre o caso. Mesmo que a maioria dos atletas não tenha se manifestado, o zagueiro Igor Rabello concedeu entrevista e disse que faltou competitividade à equipe:

"A gente tem que entrar firme no meio de campo, porque se a gente chegar firme no meio de campo, não vão conseguir jogar", concluiu.

Com os dois equívocos cometidos pela defesa, o Atlético acabou derrotado por 3 a 0 para o arquirrival e precisa vencer por quatro ou mais gols de diferença para bater o adversário nas quartas de final da Copa do Brasil. O jogo de volta será na quarta-feira (17), às 19h15 (de Brasília), no estádio Independência. Um triunfo por três de vantagem leva o jogo para os pênaltis.

Mais Futebol