Topo

Da frustração no pênalti ao alívio, R. Oliveira comemora virada do Atlético

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em Belo Horizonte

14/07/2019 21h41

No final da partida e com direito a muito sofrimento, o Atlético-MG venceu a Chapecoense por 2 a 1 de virada. Após sair atrás do marcador aos 20 segundos de jogo, o Galo empatou com Maidana e virou com Vinícius. Antes do segundo gol, Ricardo Oliveira teve a chance de balançar as redes, mas desperdiçou um pênalti e aumentou seu jejum. Mas o que parecia mais uma noite frustrante se transformou em alívio, com a participação do centroavante no lance que deu a virada à equipe alvinegra.

"Mostramos uma superação muito grande. Perdi o pênalti e lutamos para conseguir a virada. O primeiro sentimento foi de frustração. Mas estou acostumado com isso, já perdi pênalti em jogos importantes, já marquei, o importante é seguir bem no jogo. Consegui ajudar no segundo gol e nós alcançamos nosso objetivo", comentou o atacante, que fez bem o pivô no lance do segundo gol e ajudou a fazer a bola chegar ao meia Vinícius, que partiu para cima da zaga, invadiu a área e marcou com categoria o gol da virada.

Em sua entrevista coletiva, Rodrigo Santana elogiou o profissionalismo de Ricardo Oliveira. Mesmo artilheiro da temporada, com 13 gols, o último tento do atacante saiu ainda na primeira rodada do Brasileirão, contra o Avaí.

"O Ricardo vem treinando muito bem, participando das jogadas, ajudando muito o grupo. É um líder, nos motiva e eu conto muito com ele. Infelizmente não veio o gol de pênalti, eu gostaria muito que ele tivesse feito aquele gol. Mas depois veio a virada e o prêmio da vitória foi para ele", comentou o treinador.