Topo

Luxa opta por não receber no Vasco enquanto salários não forem acertados

Vanderlei Luxemburgo está há dois meses no Vasco, mas preferiu ainda não receber enquanto salários não forem regularizados - Rafael Ribeiro/Vasco
Vanderlei Luxemburgo está há dois meses no Vasco, mas preferiu ainda não receber enquanto salários não forem regularizados Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/07/2019 21h43

Já são dois meses no comando da equipe do Vasco, mas o técnico Vanderlei Luxemburgo ainda não recebeu pelos serviços prestados, e por opção própria.

Ciente dos problemas financeiros do clube, o treinador prefere primeiramente que o Cruzmaltino regularize os salários para jogadores e funcionários.

"Nem aceitaria, até porque estou no Vasco há dois meses e tem jogadores que não recebem há três meses. Então, enquanto não normalizar essa situação, eu preferi não aceitar", disse à Rádio Globo.

Atualmente o Vasco deve os direitos de imagem dos jogadores referentes aos meses de abril e maio. Para os funcionários, o débito é na CLT do mês de maio.

Em acordo interno, o clube tem até o dia 20 para quitar junho com ambos.

O Cruzmaltino ainda deve para funcionários 13º, férias e dezembro ainda de 2017. Recentemente, porém, foi firmado um acordo com o sindicato da categoria e tais pendências passarão a ser pagas de maneira parcelada a partir da folha de agosto.