Topo

Volpi evita culpar iluminação do Morumbi por gol em clássico: "Injusto"

Do UOL, em São Paulo

16/07/2019 11h13

Tiago Volpi voltou a falar sobre o gol sofrido no empate contra o Palmeiras, no sábado (13). Durante participação no programa "Bem, Amigos" de ontem, o goleiro do São Paulo evitou culpar a iluminação do estádio do Morumbi, mas admitiu que uma mudança na direção das luzes pode ajudar.

"Para mim fica chato culpar a iluminação. Realmente atrapalha um pouco porque ela está na direção do gol. Fomos treinar na sexta à noite e chegamos a conversar se tinha como mudar o foco, tirar da direção do gol e direcionar para outro lado", disse." "Não posso dizer que foi o maior influenciador. Seria um pouco injusto e tirar um pouco da minha responsabilidade. Se pudesse ser de outra forma, seria melhor."

De acordo com Volpi, o lance foi mais "azar" do que qualquer outra coisa.

"Eu acho que é mais azar. Como o Muricy falou, era um chute que vinha na minha direção, desviou e tomou uma altura. Tentamos explicar, mas às vezes é difícil, é atípico. Eu posso jogar minha carreira toda e talvez nunca mais vai haver um desvio, a bola vai subir tanto e vai entrar no lado oposto que eu estava. Era o único espaço onde a bola poderia passar", afirmou.

O goleiro são-paulino também disse que não ficou com medo de bater a cabeça na trave quando a bola subiu.

"Quando a bola desviou e foi para cima era uma jogada diferente. Eu não sabia onde estava a trave. Não fiquei com medo porque não sabia onde estava. Se tivesse que bater com a cabeça na trave em um clássico, ia bater sem problema. Eu realmente não vi por ter perdido a bola", disse.