Topo

Odair "enlouquece" e leva torcida do Inter ao delírio após vaga na semi

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

18/07/2019 01h35

Odair Hellmann extravasou após a classificação do Inter na Copa do Brasil. Foi até a torcida, cantou, vibrou, gritou muito. E depois de ver sua equipe bater o Palmeiras por 1 a 0 e ir à semifinal nos pênaltis, o treinador era só alegria, mas lembrou que o título ainda depende de mais duas fases.

Quando o último pênalti foi desperdiçado pelo Palmeiras, Odair correu até a torcida, cantou, sinalizou com as mãos, era só alegria. E a comemoração, segundo ele, é normal.

"Eu sofro a carga do cargo. Sou treinador do Internacional e quem é treinador do Internacional será criticado ou elogiado. Eu não leio, não escuto, podem falar mal de mim, bem de mim, eu cumprimento igual no dia seguinte. Não tem problema. Sou eu que estou no dia a dia. Tenho convicção nos departamentos do clube, na direção, principalmente nos jogadores. Faço minhas observações, ouço todos e quem toma a decisão sou eu. Não me baseio no que vem de fora, mas no trabalho. Sou um cara intenso, de sangue, você trabalha, tem o gol aos 48 do segundo tempo, vai o VAR, anula, voltamos, ganhamos nos pênaltis... Eu iria comemorar como? Fui lá cantar com o torcedor, todos nós merecíamos isso. Não foi além do que eu faria com uma classificação dessas", disse.

Odair ainda brincou dizendo que "iria abrir um vinho venenoso" e comemorar "até com a sogra" depois da vaga obtida com tanta dificuldade no Beira-Rio.

"Eu gostaria que não tivesse mais Copa do Brasil. Que tivesse acabado agora, fosse a final, e nós campeões. Mas como ainda tem quatro jogos, demos mais um passo. Mesmo com a vitória contra o Palmeiras, que era favorito por méritos, sabemos que o futebol se decide dentro de campo. Agora teremos outro adversário duro, temos que saber jogar os dois jogos para ir à final", completou.

Antes de pensar no Cruzeiro, adversário na semifinal, o Internacional terá pela frente outros compromissos, como o clássico Gre-Nal deste sábado e as oitavas de final da Libertadores que começam na próxima quarta.