Topo

UOL Esporte vê TV


Repórter atingido por bolada em Manaus cobria o primeiro treino no clube

Gabriel Abreu, repórter atingido por bolada no treino do Manaus FC - Arquivo pessoal
Gabriel Abreu, repórter atingido por bolada no treino do Manaus FC Imagem: Arquivo pessoal

João Victor Miranda

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/07/2019 20h48

O Manaus FC faz uma campanha excelente na Série D do Campeonato Brasileiro, e pode conseguir o acesso à Série C amanhã, na Arena Amazônia, contra o Caxias. E o estádio construído especialmente para a Copa do Mundo foi o palco de um acontecimento inusitado na vida do repórter Gabriel Abreu, da TV Cultura do Amazonas. Durante sua primeira cobertura de um treino do time manauara na temporada, enquanto gravava um boletim, ele acabou levando uma bolada nas costas.

O momento foi registrado pelo cinegrafista José Carlos Cartier, que acompanhava Gabriel e, mais tarde, compartilhado nas redes sociais da emissora, alcançando uma grande repercussão.

Em entrevista ao UOL Esporte, Gabriel Abreu, jornalista recém-formado, de apenas 22 anos, contou o motivo pelo qual estava atrás do gol e disse que foi "socorrido" pelo preparador de goleiros.

"Foi a primeira vez que fui cobrir um treino do Manaus na temporada. Ainda não tinha feito esse tipo de material para a TV Cultura. Estava gravando um boletim que ia entrar naquele momento na TV, então eu precisava gravar correndo. Eu só gravei naquele local porque meu cinegrafista achou o ângulo melhor pra gente mostrar a imagem do treino. Quando eu terminei, o preparador de goleiros foi falar comigo, perguntar se eu estava bem. Mas não teve nenhuma dor, foi só o susto. Foi a primeira vez que aconteceu algo inusitado assim comigo", disse Gabriel.

O material não foi ao ar, já que Gabriel teve a chance de gravar outro boletim. Para não dar chance ao azar, ele e seu cinegrafista mudaram de local.
"Depois, eu me posicionei em outro local, porque eles estavam fazendo o treinamento com os goleiros ali e eu podia tomar outra bolada. Então, mudamos de lugar, e gravamos de novo. Esta foi a versão que foi para o jornal", contou.

O repórter também explicou como o vídeo foi parar nas redes sociais. Gabriel disse que seus colegas de emissora o incentivaram a postar o vídeo depois que ele mostrou o material na emissora.

"Levei na esportiva. Quem me incentivou a postar o vídeo nas redes sociais foram meus colegas de trabalho, que assistiram e falaram: 'As pessoas precisam ver isso!'. Aí, eu postei, e está dando uma grande repercussão por aqui", contou o repórter.

Amanhã, o Manaus, que é um dos times do coração de Gabriel - o outro é o Vasco -, encara o Caxias pelo jogo de volta das quartas de final. No jogo de ida, vitória dos gaúchos, em casa, por 1 a 0. Gabriel Abreu estará novamente no estádio, fazendo a cobertura da partida, e torcendo para não ser novamente atingido.