Topo

Futebol


Diretor do Atlético-MG adota cautela, mas cobra melhora: "Foi horrível"

Do UOL, em Belo Horizonte

22/07/2019 04h00

Rui Costa, diretor de futebol, adota uma postura cautelosa ao falar sobre o momento do Atlético-MG, eliminado da Copa do Brasil nas quartas de final para o arquirrival Cruzeiro e quarto colocado do Brasileiro, mesmo com o empate por 2 a 2 diante do Fortaleza. O cartola, porém, assume que a atuação diante dos cearenses foi "horrível".

O cartola acompanha as coletivas de Rodrigo Santana após os jogos e evita falar com a imprensa. Contudo, após a igualdade diante do time comandado por Rogério Ceni, ele optou por conceder entrevista aos repórteres. Em conversa na saída do estádio Independência, o dirigente foi incisivo e cobrou melhora dos jogadores alvinegros.

"Essa cobrança sempre existe, mas não pode ser uma cobrança para agradar terceiros. É uma indignação do torcedor hoje. O mesmo torcedor que se indignou é o que gostou na última quarta-feira. Com tudo o que aconteceu hoje, estamos a um ponto do Flamengo. A gente cobra internamente, as cobranças foram feitas. Estamos todos muito indignados, porque tem o sabor de derrota. A gente achou horrível, o torcedor achou horrível, os jogadores acharam horrível, o presidente achou horrível. Mas tem que ter serenidade para cobrar", disse.

Rui Costa ainda falou sobre a necessidade de encontrar novos reforços para o Atlético nesta temporada. Ele está satisfeito com as chegadas do lateral esquerdo Lucas Hernández e do volante Ramón Martínez. Porém, acredita não ser justo se manifestar sobre reforços em entrevistas à imprensa.

"Nós já reforçamos em setores que tinham carências. Trouxemos um jogador há três anos titular do Peñarol. Trouxemos um volante que não veio de um clube gigante, mas que vê no Atlético a grande oportunidade de sua carreira. Continuamos no mercado, assim como falei do Luciano. O que não acho correto é fazer qualquer tipo de avaliação individual de qualquer tipo de trabalho", comentou.

Luciano também foi tema da entrevista de Rui Costa. O Atlético chegou a se acertar com jogador e Leganés. Porém, uma mudança de postura do agente do jogador o deixou mais próximo do Grêmio. O fracasso na negociação foi comentado pelo diretor de futebol do Galo.

"Olha, da última vez que conversamos sobre esse assunto, disse que achava um jogador interessante, mas a minha preocupação é com Ricardo Oliveira, Alerrandro e Papagaio. Disse que toda vez que a gente fala em uma negociação, os riscos de perdê-la é grande. Eu me preocupo com o nosso grupo. Eu sempre disse que confiava nesse grupo e não é o empate com sabor de derrota que vai mudar a minha convicção. O Luciano escolhe para onde quer ir e eu me preocupo com o grupo do Atlético", concluiu.

Mais Futebol