Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Está no caminho? Desempenho agrada corintianos, que agora querem resultados

Empate deixa Fiel e Carille com sentimento agridoce: chateação com o empate e alegria pela atuação - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Empate deixa Fiel e Carille com sentimento agridoce: chateação com o empate e alegria pela atuação Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

22/07/2019 04h00

A eterna disputa entre resultado e desempenho deixou torcida e elenco do Corinthians com sentimentos dúbios ontem. A impressão foi boa no duelo contra o Flamengo, mas cedeu empate por 1 a 1 nos minutos finais e por isso não conseguiu subir na classificação do Brasileirão. Em um momento da temporada em que as coisas começam a se definir, a expectativa no Alvinegro agora é por boas atuações que resultem em vitórias.

Alguns erros e dificuldades permanecem, como a falta de ritmo no meio-campo e a escassez de chances claras, mas por outro lado também apareceram soluções. Pedrinho e Clayson foram perigosos pelos lados, por exemplo, e o setor defensivo pareceu sólido - apesar do gol sofrido na bola parada. Após vitória criticável sobre o CSA e empate com gosto amargo ontem, o Corinthians está muito mais perto de agradar do que antes da parada de Copa América.

"Sei que somos cobrados por resultados, por isso saímos chateados [com o empate], pelo jogo que fizemos. Mas também muito feliz pelo desempenho, que mostra que estamos no caminho certo",
Fábio Carille.

Um 2019 inteiro em "resultado vs. desempenho"

Desde o começo do ano o dilema persiste na cabeça do corintiano: vale a pena jogar mal e vencer? No Paulistão valeu, afinal terminou em título; mas na Copa do Brasil o Alvinegro foi eliminado (pelo mesmo Flamengo de ontem) em seu melhor jogo do mata-mata. Por um bom tempo a crítica era de que o Corinthians vencia e não convencia; agora está convencendo um pouco mais, mas precisa tirar o atraso no Brasileirão.

VAR também tem "resultado vs. desempenho"

Não é só o Corinthians que vive dividido entre a eficácia e a eficiência. Ontem o VAR foi preciso em suas decisões, acertou o pênalti em Love e a condição legal de Gabigol, mas não se livrou do asterisco de ter demorado nove minutos para isso. É claro que é melhor acertar demorando do que errar rapidinho, mas a tensão da espera quase enlouqueceu a torcida corintiana e foi motivo de piada.

"Quando é o certo, tem que ser o certo. O VAR está aí para acertar. Mas a gente agradece se no futuro puder ser mais rápido",
Cássio.

Cássio falhou ou não falhou?

O gol de empate do Flamengo nasceu de um escanteio, Willian Arão cabeceou e Cássio espalmou no pé de Gabigol. À parte os cinco minutos de revisão do VAR, muitos corintianos apontaram falha do goleiro, que deu rebote. A discussão tomou conta das redes sociais, e todo o mundo só concorda em um ponto: Cássio tem crédito de sobra.

Gabriel herda posição e não compromete

A lesão muscular de Ralf abre caminho para Gabriel no Corinthians, e a primeira impressão foi boa ontem. O volante teve atuação segura e disse ter se sentido muito bem. "Lógico que eu não queria a lesão do Ralf, mas isso faz parte do nosso meio. Eu sabia que uma hora a oportunidade chegaria para mim, e agora é dar conta do recado e ajudar o time", projetou o meio-campista.

"Em 2018 eu tirei o Gabriel do time não pela qualidade, mas pela grande dificuldade que tínhamos na bola aérea. Hoje tomamos um gol na bola parada, mas estou muito satisfeito com os dois",
Fábio Carille.

O que falta ao Corinthians para embalar na temporada?

Resultado parcial

Total de 1002 votos
51,30%
RICARDO MOREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
16,27%
Marcello Zambrana/AGIF
9,48%
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
22,95%
Marcello Zambrana/AGIF
Total de 1002 votos