Topo

Cruzeiro não chuta a gol, e ineficiência preocupa: "temos que melhorar"

Marquinhos Gabriel chegou a marcar naquela que seria a única finalização certa do Cruzeiro, mas gol foi invalidado - Bruno Haddad/Cruzeiro
Marquinhos Gabriel chegou a marcar naquela que seria a única finalização certa do Cruzeiro, mas gol foi invalidado Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

24/07/2019 04h00

Embora tenha sido bastante comemorado, o empate do Cruzeiro em 0 a 0 com o River Plate, em partida de ida das oitavas de final da Libertadores, contou com alguns alertas para o time mineiro. O principal deles é a necessidade de melhorar a força ofensiva. Em 90 minutos, o time celeste não deu um chute sequer ao gol de Armani. Duas finalizações foram fora do alvo argentino e outras três acabaram bloqueadas.

"Temos que produzir mais, agora será um jogo dentro da nossa casa, nós temos que jogar melhor. Será um jogo parelho como foi aqui. Ainda não é momento de comemorar, mas estamos saindo contentes com esse resultado", comentou o zagueiro Dedé.

Com característica de ser cirúrgico dentro de campo, o Cruzeiro quase comemorou o gol no início do segundo tempo. A primeira e única finalização do Cruzeiro ao gol terminaria com a bola na rede, mas Marquinhos Gabriel estava em posição irregular, e o gol foi anulado após revisão do VAR. O cenário foi parecido com o confronto diante do Fluminense, pela Copa do Brasil. Na ocasião, a Raposa saiu do Maracanã com o empate por 1 a 1 e chegou ao seu gol com Pedro Rocha, na única finalização certa da equipe na partida.

Apesar de adotar um estilo de jogo que prioriza a marcação, o técnico Mano Menezes também reconheceu a necessidade de chegar mais ao campo de ataque para finalizar.

"O futebol é completo. Não podemos fazer só uma parte. Quando fizemos só uma parte, como no primeiro tempo, sofremos muito. Ajustamos isso no segundo tempo, e aí nos deu condição de fazer a transição do contra-ataque. Mas a última parte do contra-ataque ainda tem que melhorar", disse o treinador.

Agora, o Cruzeiro enfrenta o Athletico Paranaense no sábado, pelo Brasileirão. Na partida, a tendência é que Mano tire alguns dos seus principais jogadores. O segundo jogo contra o River Plate será na próxima terça-feira, às 19h15, no Mineirão. Para se classificar, a equipe mineira precisa vencer. Empate sem gols leva o duelo para os pênaltis. Qualquer outro placar dá a classificação aos argentinos.