Topo

Brasileirão - 2019


Botafogo bate Avaí e volta a vencer depois de quatro jogos no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

04/08/2019 17h52

Depois de quatro tropeços, o Botafogo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Hoje (4), os cariocas visitaram o Avaí, na Ressacada, em partida válida pela 13ª rodada da competição, e venceram por 2 a 0, com gols anotados por Alex Santana, ao acertar belo chute de fora da área, e Marcelo Benevenuto, de cabeça.

O Avaí, que apesar da lanterna tem feito um bom trabalho para sanear suas finanças (o UOL Esporte mostrou, em reportagem publicada neste domingo, que o clube diminuiu sua dívida em R$ 50 milhões), se esforçou durante a partida e fez jogo duro, mas cometeu erros cruciais na defesa e pagou o preço. Com a vitória, o Botafogo chegou aos 19 pontos e assumiu momentaneamente a oitava colocação. Na próxima rodada, a equipe enfrenta o Athletico-PR. Já o Avaí recebe o Cruzeiro.

O melhor: João Paulo

Camisa 10 do Botafogo, o experiente meia João Paulo ditou o ritmo do meio de campo da equipe e controlou as jogadas ofensivas, utilizando bem o pivô de Diego Souza e os arremates de fora da área de Alex Santana.

O pior: Léo

Lateral-direito do Avaí, Léo se mostrou muito ofensivo durante o primeiro tempo do duelo e permitiu com que o Botafogo encontrasse espaços e atacasse bem pelo seu lado. Ambos os gols do clube carioca saíram de jogadas que tiveram início no setor defendido por Léo.

Guilherme Hahn/AGIF
Imagem: Guilherme Hahn/AGIF

Botafogo suporta pressão inicial e é recompensado

Jogando fora de casa, o Botafogo teve dois momentos distintos no primeiro tempo na Ressacada. Nos primeiros 15 minutos, os cariocas não conseguiram puxar bons contra-ataques e ficavam só com Diego Souza no campo de ataque. Após suportar a pressão inicial do Avaí, o Alvinegro conseguiu tocar a bola com mais qualidade e velocidade e foi recompensado com gol de Alex Santana em jogada inteligente entre o meia e João Paulo.

Controlando o jogo, o Botafogo ficou ainda mais confortável logo na abertura do segundo tempo. Em cobrança de falta, o zagueiro Marcelo Benevenuto cabeceou firme e ampliou o placar.

Avaí busca marcar no início, mas falha

Com 14 finalizações no primeiro tempo, o Avaí até procurou o gol, mas pecou nas finalizações para fora e em decisões precipitadas de seus jogadores de ataque. Com apenas dois chutes ao gol, sendo um perigoso e que contou com a defesa de Gatito, os donos da casa perderam força e a posse de bola, permitindo com que o Botafogo atacasse.

Se Alberto Valentim tinha algum plano para o segundo tempo com a entrada de Brenner no lugar de Bruno Sávio, de pouco adiantou. Com apenas 4 minutos, a equipe sofreu o segundo gol e escancarou seus problemas defensivos. Como em quase todos os lances de bola na área do Avaí, a equipe mostrou-se fora de tempo e deixou rivais livres dentro da pequena área.

Guilherme Hahn/AGIF
Imagem: Guilherme Hahn/AGIF

Cronologia do jogo

Jogando em casa, o Avaí partiu para o ataque logo no apito inicial do árbitro. Apesar de contar com praticamente todo o time no ataque, a equipe pecou nas finalizações - foram 14 no primeiro tempo e apenas duas no gol. Precisando equilibrar o duelo, o Botafogo lançou-se ao ataque e viu Vladimir defender chute de Alex Santana de fora da área aos 11 minutos.

Com maior controle do jogo, o Botafogo chegou ao gol que abriu o placar aos 18. Após cobrança de lateral, João Paulo deu toque de 'chaleira' para Alex Santana, que ajeitou para o pé direito e, com espaço, chutou firme para balançar as redes. Após o gol, os cariocas controlaram as ações e viram o Avaí incomodar apenas no fim do primeiro tempo, com Pedro Castro arriscando chute de fora da área. Gustavo Ferrareis também arriscou cabeceio, mas Gatito salvou.

O segundo tempo foi ainda de maior controle e tranquilidade para os cariocas. Aos 4 minutos, Marcinho cobrou falta fechada na entrada da área e Marcelo Benevenuto foi no alto para cabecear e fazer 2 a 0. O erro da defesa do Avaí, que deixou o jogador livre para desviar, foi o último da equipe no jogo, já que passou a ficar mais com a bola. No ataque, no entanto, limitou-se a levantar bolas na área, à procura de seus atacantes, que eram bem marcados pelos altos zagueiros do Botafogo. Mostrou pouco repertório contra um time fechado e à frente do placar.

Entrada dura rende vermelho a Moritz

O volante André Moritz ficou em campo por pouco mais de 20 minutos no duelo de hoje na Ressacada. O jogador do Avaí substituiu Richard no meio de campo, com o objetivo de melhorar a saída de bola do Avaí e reforçar a marcação, mas foi para o chuveiro mais cedo. Aos 34 minutos, o jogador disputou bola com Pimpão e deu um pisão no tornozelo do rival do Botafogo. Cartão vermelho direto para o jogador.

Aumenta a sequência negativa do Avaí

Ao término da 13ª rodada, o Avaí chegou ao 13º jogo sem vitória no Campeonato Brasileiro. Último colocado, a equipe ainda não venceu nesta edição da competição, somando oito derrotas e cinco empates.

Ficha técnica

Avaí 0 x 2 Botafogo

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data e hora: 4 de agosto de 2019, às 16h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Igor Fernandes (Avaí); Gabriel (Botafogo)
Cartão vermelho: André Moritz (Avaí)

Gols: Alex Santana aos 18/1ºT e Marcelo Benevenuto aos 4/2ºT

Avaí: Vladimir; Léo, Betão, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro (Luan Pereira), Richard Franco (André Moritz); Gustavo Ferrareis, João Paulo, Bruno Sávio (Brenner); Lourenço
Técnico: Alverto Valentim

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero; Luiz Fernando (Jean), Rodrigo Pimpão (Fernando) e João Paulo; Diego Souza (Victor Rangel)
Técnico: Eduardo Barroca