Topo

Goiás demite Claudinei Oliveira após sofrer goleada para o Santos

Rosiron Rodrigues/ GEC
Imagem: Rosiron Rodrigues/ GEC

Do UOL, em São Paulo

04/08/2019 16h17

Claudinei Oliveira não é mais o técnico do Goiás. A diretoria do Esmeraldino optou por demitir o treinador após a goleada por 6 a 1 aplicada pelo Santos na manhã de hoje (4), na sequência da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foi o segundo 6 a 1 sofrido pelo Goiás em menos de um mês - no dia 14 de julho, o time esmeraldino havia perdido para o Flamengo pelo mesmo placar. Curiosamente, os dois times que golearam a equipe de Claudinei Oliveira são comandados por treinadores estrangeiros (o argentino Jorge Sampaoli no Santos e o português Jorge Jesus nos cariocas). Em janeiro, quando ainda dirigia a Chapecoense, Claudinei aproveitou uma entrevista coletiva para reclamar do tratamento dado por mídia e torcedores brasileiros a técnicos gringos e cobrou a mesma complacência com profissionais locais.

Agora, o preparador físico Robson Gomes comandará a equipe interinamente até que um novo nome seja escolhido. Claudinei deixa o clube após cinco vitórias, dois empates e cinco derrotas (um aproveitamento de 47% dos pontos disputados).

No entanto, o time não venceu nos últimos quatro jogos pós-Copa América: desde então, perdeu para Flamengo e Santos (ambos por 6 a 1), e empatou por 0 a 0 com Avaí e Atlético-MG. O auxiliar técnico Luciano Gussi também foi desligado do Goiás.

O Esmeraldino volta a campo na quarta-feira (7), às 19h15 (de Brasília), contra o Corinthians, fora de casa. Trata-se de uma partida adiada da sétima rodada do Brasileirão.