Topo

Sem Inglaterra, Grêmio adota cautela e já cogita permanência de Everton

Everton, jogador do Grêmio, não recebeu a proposta esperada e clube já cogita permanência - Pedro H. Tesch/AGIF
Everton, jogador do Grêmio, não recebeu a proposta esperada e clube já cogita permanência Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

09/08/2019 04h00

Com a janela de transferências da Inglaterra fechada, um mercado que preparava investida por Everton Cebolinha se vai. O Grêmio recebeu, recentemente, uma série de novas sondagens pelo jogador, mas adota cautela. A postura de não abrir mão do valor esperado já faz o clube pensar na permanência dele.

O Tricolor definiu que vende a sua parte, 50% dos direitos econômicos do jogador, por 40 milhões de euros (R$ 175,6 milhões pela cotação atual). Mas não está disposto a abrir mão disso numa margem muito grande.

Nenhuma das ofertas ou sondagens apresentadas até agora se aproximou do esperado. Foram investidas da China e de clubes de médio porte na Europa. O Tricolor considera que o jogador, pelo destaque na última Copa América, deva ser valorizado.

Everton está em compasso de espera. O jogador e seu estafe são frequentemente procurados por empresários com interesse, mas a postura gremista de não abrir mão de um valor considerado alto acaba freando propostas oficiais.

O Napoli, da Itália, é o mais forte concorrente no momento. O clube informou à direção gremista que irá firmar oferta nos próximos dias. Isso ainda não aconteceu e a conduta é vista com ressalvas nos bastidores do Grêmio.

O comando gremista já trata como realidade a possibilidade de permanência do jogador de 23 anos, cujo contrato com o Tricolor vai até 2022.