Topo

UOL Esporte vê TV


Denílson diz que daria pênaltis e aprova arbitragem de Palmeiras X Bahia

Denilson durante programa da "TV Bandeirantes"  - Reprodução
Denilson durante programa da "TV Bandeirantes" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

12/08/2019 13h17

Para Denílson, a arbitragem acertou tanto na expulsão de Felipe Melo quando na marcação das duas penalidades para o Bahia. Analisando os lances polêmicos do empate do Palmeiras por 2 a 2 contra o time baiano, pelo Brasileirão, o comentarista do "Jogo Aberto", da "TV Bandeirantes" concordou com as decisões do árbitro Igor Junio Benevenuto.

Sobre a expulsão de Felipe Melo, o ex-jogador ressaltou que o volante "não teve a intenção de machucar", mas aprovou a aplicação do cartão vermelho. O camisa 30 deixou o Palmeiras com um a menos no fim do primeiro tempo, após dividida com Lucca.

"Para mim, expulsão merecida do Felipe Melo. Vermelho direto. O Felipe Melo não teve a intenção de machucar o Lucca. Ele vai olhando a bola, e esse movimento com o braço é também para ele se proteger de um possível contato cabeça com cabeça. É natural que os jogadores façam, mas atinge o rosto do Lucca, que ficou até desacordado no campo. Eu achei que o árbitro acertou", falou Denílson.

Sobre as penalidades a favor do Bahia, com o auxílio do árbitro do vídeo, o comentarista afirmou que houve acerto tanto no toque de mão de Diogo Barbosa quanto na falta de Luan em cima de Arthur Caíke.

"Olha lá o braço do Barbosa. Não dá para discutir. Bem marcado o pênalti", disse o ex-jogador sobre o primeiro pênalti.

"Eu fiquei na dúvida. O Luan está olhando a bola e, em algum momento, ele olha para o jogador. Só que, como ele está dando um passe para trás, e vem o cruzamento rasteiro, ele tenta se recuperar, tem a sensação de que o atacante do Bahia vai chegar primeiro e ele atinge o jogador. Para mim, é pênalti. Acertou a arbitragem", completou Denílson.

"Eu daria a penalidade também, mas é discutível", afirmou a apresentadora Renata Fan.

Com o empate, o Palmeiras perdeu a chance de colar no Santos, líder do Brasileirão. No momento, o alviverde soma 29 pontos na competição, três a menos do que o alvinegro.