Topo

Santos ainda é o melhor visitante da Série A mesmo com derrota no clássico

Jorge Sampaoli grita com o time durante o clássico entre Santos e São Paulo - Ivan Storti/Santos FC
Jorge Sampaoli grita com o time durante o clássico entre Santos e São Paulo Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

12/08/2019 04h00

A derrota do Santos para o São Paulo no último sábado por 3 a 2 no Morumbi não apagou a ótima campanha que faz o Peixe longe de seus domínios no Campeonato Brasileiro. O clube da Vila Belmiro segue sendo o melhor visitante do torneio nacional.

Em sete jogos fora de casa, o Santos venceu quatro, empatou um e foi derrotado apenas em duas oportunidades: os clássicos contra o São Paulo e diante do Palmeiras. Foram 13 pontos ganhos em 21 possíveis, um aproveitamento de 61,9%.

Vice-líder do Brasileirão, o Palmeiras é quem tem a segunda melhor campanha: três vitórias, três empates e uma derrota, conquistando 12 de 21 pontos para um aproveitamento de 57,1%. Com uma partida a menos atuando fora de casa, o São Paulo tem um aproveitamento melhor que o do Palmeiras, mas ainda inferior ao Peixe: foram 11 pontos ganhos em seis jogos, com três vitórias, dois empates e uma derrota, um total de 61,1% de aproveitamento.

Enquanto o Tricolor atua em casa na próxima rodada contra o Ceará, Santos e Palmeiras visitam Cruzeiro e Grêmio, respectivamente. De acordo com o retrospecto de mineiros e gaúchos dentro de casa, a tarefa mais difícil será a do Palmeiras. Apesar de nenhum dos times estarem na parte de cima da tabela como mandantes, o Grêmio conquistou 10 pontos em casa (55,5% de aproveitamento), enquanto o Cruzeiro fez oito (44,4%).

Já garantido como líder do Campeonato Brasileiro mesmo que perca para a raposa na próxima rodada, já que o Palmeiras pode até igualar em pontos, mas ficaria uma vitória atrás nos critérios de desempate, o Santos quer retomar a boa fase como visitantes em Minas Gerais para manter a vantagem na ponta da tabela. A partida está marcada para este domingo, às 16h, no Mineirão.