Topo

Futebol


Presidente se confunde, mas Cruzeiro assume multa de Ceni ao Fortaleza

Sem divulgar valores, Cruzeiro confirmou que pagará multa por rescisão de contrato de Ceni com o Fortaleza - Thiago Ribeiro/AGIF
Sem divulgar valores, Cruzeiro confirmou que pagará multa por rescisão de contrato de Ceni com o Fortaleza Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

12/08/2019 16h33

O Cruzeiro será o responsável por pagar ao Fortaleza a multa de rescisão contratual de Rogério Ceni. O treinador tinha contrato até o final do ano, mas interrompeu seu trabalho para acertar com a Raposa até dezembro de 2020. Na tarde de hoje, o presidente Wagner Pires de Sá alegou que o clube mineiro não tinha qualquer pendência financeira com o clube tricolor, versão diferente do posicionamento de Marcelo Paz, mandatário do Fortaleza. Pouco depois, o Cruzeiro corrigiu a declaração do seu presidente.

A declaração de Wagner Pires de Sá aconteceu ao site Globoesporte.com. Segundo o presidente, Rogério Ceni teria acertado sua multa separadamente com o Fortaleza. Em contato com a reportagem, Valdir Barbosa, diretor de comunicação da Raposa, esclareceu que Wagner se confundiu a multa rescisória com eventuais pagamentos de luvas.

"O presidente fez uma leve confusão entre luvas e pagamento de multa contratual. O Cruzeiro realmente deve a multa ao Fortaleza e é o responsável pelo pagamento. Não vamos falar sobre os valores por uma questão de confidencialidade, como o próprio presidente do Fortaleza falou na despedida do Rogério", disse Valdir Barbosa.

Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, também conversou com o UOL. Segundo ele, o pagamento da multa por parte do Cruzeiro foi uma condição que o treinador colocou para se transferir para o clube mineiro, e espera receber o montante já nos próximos dias.

"Eu não me sentei com o Cruzeiro, não tenho negócio com o Cruzeiro. Quem tem que pagar a multa é o Rogério [Ceni]. Ele nos disse que uma de suas exigências ao ir para o Cruzeiro é que o clube pague a multa. Tenho uma relação melhor que de empregador com o Rogério. Ele pode pagar hoje, amanhã, o que não dá é esperar 30, 40 dias para pagar a multa. Enquanto a multa não for paga, o contrato segue vigente", disse Marcelo Paz.

Rogério Ceni é aguardado durante a manhã desta terça-feira em Belo Horizonte. O treinador seguirá para a Toca da Raposa e será apresentado durante a tarde, antes de fazer seu primeiro treinamento no novo time. No domingo, Ceni já deverá estar no comando da equipe para a partida contra o Santos, líder do Brasileiro, no Mineirão.

Mais Futebol