Topo

Futebol


Andrés anuncia redução da dívida da Arena após acordo com a Odebrecht

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, revelou acordo com a construtora no Conselho Deliberativo - GERO RODRIGUES/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, revelou acordo com a construtora no Conselho Deliberativo Imagem: GERO RODRIGUES/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/08/2019 00h00

O presidente Andrés Sanchez anunciou a redução do valor da dívida da Arena Corinthians em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do clube na noite desta segunda-feira, no Parque São Jorge. O dirigente revelou que o clube paulista fez um acordo com a Odebrecht e, por isso, a dívida com a construtora reduziu para R$ 160 milhões.

O mandatário diz que o acordo será anunciado em breve pelas duas partes. O valor da redução é considerável pois a Odebrecht cobrava pouco mais de R$ 1 bilhão do Corinthians por conta dos juros aplicados no período de construção da Arena.

Com a confirmação do acordo, a dívida da Arena Corinthians ficará em cerca de R$ 630 milhões, considerando os R$ 470 milhões que precisam ser pagos ao BNDES via Caixa Econômica Federal.

A diretoria corintiana deve iniciar negociações com a Caixa para reduzir ainda mais o valor da dívida do estádio.

Vale ressaltar que o Corinthians já pagou R$ 160 milhões ao BNDES em relação a dívida da Arena. Este pagamento é realizado em parcelas de R$ 6 milhões mensais, entre março e outubro, e cai para R$ 2,5 milhões mensais em novembro e dezembro.

A redução da parcela se deve ao fato de o clube arrecadar bem menos no fim da temporada, já que há pausa nas competições e com isso a bilheteria arrecada menos comparada ao meses anteriores do ano.

Por fim, o anúncio do acordo com a Odebrecht deve ser anunciado oficialmente em cerca de 20 dias, segundo a cúpula alvinegra. A redução foi comemorada até por opositores da atual diretoria na reunião do Conselho.

Mais Futebol