Topo

Sonho antigo, Inter tentou contratar Bruno Silva duas vezes antes de acordo

Bruno Silva, do Fluminense, é esperado para assinar com o Internacional - Jotta de Mattos/AGIF
Bruno Silva, do Fluminense, é esperado para assinar com o Internacional Imagem: Jotta de Mattos/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

13/08/2019 04h00

O Inter está acertado com Bruno Silva, que chegou a Porto Alegre no fim da noite de ontem para realização de exames e assinatura de contrato até o fim deste ano, com possibilidade de prorrogação por mais uma temporada. E a contratação contempla um desejo antigo da direção de futebol do clube.

Aos 33 anos, o volante foi procurado pela primeira vez pelo Colorado após uma boa temporada de 2017 pelo Botafogo. Com destaque na participação alvinegra na Libertadores, Silva era visto como atleta de intensidade que poderia contribuir tanto na defesa quanto no ataque com o time de Odair Hellmann, que à época voltava para Série A.

Após uma longa negociação, o Cruzeiro acabou levando o jogador por aproximadamente R$ 6 milhões, com salário considerado alto para o padrão do futebol brasileiro. E ao Inter coube buscar novas alternativas.

Em Minas Gerais, Bruno Silva não manteve a mesma participação que tinha no Botafogo. Enquanto havia feito 51 jogos e cinco gols em 2016 e 59 jogos com nove gols em 2017, pelo Cruzeiro foram apenas 32 partidas com dois gols marcados.

A ausência na equipe titular (foram 20 jogos desde o início) ao longo do tempo fez o jogador buscar outras alternativas, e a negociação com o Fluminense se concluiu no início deste ano.

Mas, antes disso, o Inter tentou novamente. Em dezembro de 2018, o Colorado fez nova investida para tentar contratar o jogador. Não houve acordo com o Cruzeiro, que só o liberou ao Flu por ter recebido Jadson.

Com oito meses de Rio de Janeiro, Bruno Silva rescindiu contrato de forma amigável. Foram 23 jogos e um gol marcado.

Apreciado nos bastidores do Inter, seja por dirigentes ou pela comissão técnica, Bruno passará a ser alternativa em um setor que sofre com problemas. Rodrigo Dourado, Edenilson e Rodrigo Lindoso estão lesionados.

Mais do que isso, o jogador é visto como boa alternativa de mercado, já que está com ritmo de jogo, poderá atuar em duas competições e contempla a necessidade do comando de campo.

Bruno Silva estará apto a atuar pelo Brasileiro quando tiver novo vínculo publicado no Boletim Informativo Diário (BID) e poderá ser inscrito na próxima fase da Libertadores caso o Colorado avance. Por outro lado, não poderá atuar na Copa do Brasil, já que defendeu o Fluminense na competição.

Com esta chegada, o Inter dificilmente agregará novos jogadores ao grupo. As restrições impostas pelo número de jogos, prazos ou regulamento de inscrição fazem o Colorado olhar com carinho o que tem em casa.