Hexa e revelar jogadores: Fluminense estreia na Copa São Paulo

Bernardo Coimbra

Rio de Janeiro (RJ)

Segundo maior vencedor da Copa São Paulo de Juniores, atrás apenas do Corinthians (9 a 5), o Fluminense, além de dar voltas olímpicas, tem também como objetivo revelar jogadores. Na história da torneio, que começou em 1969, mas recebeu equipes de outros estados a partir de 1971, o Tricolor mostrou para o Brasil e até exterior atletas como Edinho, Roger, Arouca, Gerson, Kenedy, Marcelo, Carlos Alberto e tantos outros. A próxima 'fornada' de Xerém dará o pontapé hoje, às 19h (de Brasília), contra o Real Noroeste (ES), em Capivari, pelo Grupo 13. Água Santa (SP) e o anfitrião Capivariano completam a chave.

- O principal objetivo do Fluminense é revelar jogadores para a equipe profissional. Trabalhamos o tempo todo pensando nisso. Os títulos são ótimos, curtimos cada vitória, mas o principal é o desenvolvimento dos atletas. Todo nosso trabalho é voltado para isso - destacou o treinador Luiz Felipe Santos.

Em relação ao atual grupo do Fluminense, que disputou no fim do ano passado o Campeonato Brasileiro organizado pela Federação Gaúcha (o Tricolor foi eliminado nas quartas de final pelo Atlético-MG), Luiz Felipe Santos preferiu não citar algum jogador de destaque e enalteceu o elenco.

- Temos uma equipe com muitos destaques. Fica até complicado citar algum nome. Acabaria falando todos e vocês vão achar que eu estou fazendo média. Mas não é isso. Vamos apresentar para a torcida grandes valores tanto na equipe titular como os que estarão entrando no decorrer dos jogos - disse.

Agora é espera a bola rolar e saber quem poderá, num futuro próximo, dar alegria aos torcedores tricolores e, quem sabe, brilhar com a camisa da Seleção Brasileira pelos gramados mundo afora.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos