Visando comprometimento, trio de reforços é apresentado no Galo

RADAR / LANCE!

Belo Horizonte (MG)

O comprometimento em campo e a busca por conduzir o Atlético-MG novamente à conquista da Copa Libertadores ditaram a chegada dos primeiros reforços da equipe para a temporada de 2016. Na noite desta segunda-feira, o zagueiro Erazo, o meia Juan Cazares e o atacante Hyuri foram apresentados na Cidade do Galo, onde chegam cercados de confiança do presidente Daniel Nepomuceno:

- O Atlético-MG se apresenta de uma maneira séria e correta. Estamos buscando reforços pontuais, jogadores que querem vestir a camisa do Atlético-MG. Posso dizer que esses três grandes reforços escolheram o Atlético. Tiveram propostas e quiseram fortalecer o nosso elenco.

Após assinar contrato por dois anos com o Atlético-MG, o meia Juan Cazares destacou que realizará o sonho de atuar no futebol brasileiro:

- Sempre tive a vontade de jogar no Brasil. As coisas saíram da melhor maneira. Recebi propostas de outros clubes, mas o Atlético-MG foi mais decisivo. Me senti contente pelo interesse.

Questionado sobre o impasse entre Independiente del Valle (EQU) e Banfield (ARG) envolvendo seus direitos econômicos, o equatoriano de 23 anos foi lacônico:

- Meu representante resolveu isso com os clubes e o Atlético. Agora, é jogar fazer uma grande Libertadores. 

Tendo vínculo confirmado por três anos, o zagueiro Erazo exaltou que a ambição do Atlético-MG foi crucial para sua chegada à Cidade do Galo:

- Na verdade, desde o início sempre quis um projeto interessante, pensar em um time grande como o Atlético. Quando soube do interesse, não pensei muito. Eu sabia que o time tinha ambição, eu também sou muito ambicioso. Entre os projetos está a Copa Libertadores.

O jogador de 27 anos, que defendeu o Grêmio no ano passado, não escondeu que visa manter também uma boa fase na seleção do Equador:

- Foi um ponto a favor. Mas é trabalhar muito. Tem muita coisa pela frente, apenas quatro jogos. Não adianta pensar em Eliminatórias e não fazer a parte no Atlético.

Com contrato assinado por quatro temporadas, Hyuri destacou a recepção do Galo, e disse que volta ao Brasil se sentindo em casa. 

- É tudo que eu queria. Fui muito bem recebido. Conversei com o Leonardo, o Lucas. Me senti muito confortável nas primeiras horas de Atlético. Só quero começar a trabalhar de verdade. Estou muito animado para o que der e vier. Meu foco é ajudar o pessoal.

O jogador de 24 anos, que estava no  Guizhou Renhe (CHN), destacou que espera um ano com muitos desafios ao clube:

- Tem que trabalhar e respeitar os companheiros. Comprar a ideia do treinador. Temos um ano muito bom, mas difícil também. É trabalhar em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos