Jorginho exalta iniciar ano no Vasco e prioriza chegada de um atacante

O ano começou em São Januário. Depois de um primeiro dia de muita conversa, os jogadores iniciaram os exames médicos e testes físicos para 2016 e o técnico Jorginho atendeu a imprensa após o trabalho nesta quinta-feira e comemorou o fato de iniciar um trabalho desde a pré-temporada, coisa que só aconteceu na carreira dele em duas oportunidades: no América, em 2005, e no Figueirense, em 2011.

- É uma pressão diferente para 2016. Quando cheguei aqui, era uma situação muito diferente, totalmente difícil. Não podíamos perder e sem a possibilidade de dar uma cara ao time. Mesmo quando conseguimos usar um 4-4-2 num losango. Foi mais um trabalho motivacional. Esse ano posso iniciar um trabalho, montar algumas formações táticas para essa equipe. Precisamos ser protagonista. É uma situação diferente do Brasileiro do ano passado. Temos que treinar. É muito melhor começar um trabalho. Os dois únicos trabalhos que tive a oportunidade de iniciar foi no América-RJ em 2005, chegamos na final da Taça Guanabara e no Figueirense em 2011, onde fizemos uma excelente intertemporada e conseguimos um trabalho maravilhoso. É bom começar um trabalho - explicou o treinador.

O treinador ainda falou sobre a busca de um atacante de área para a temporada. A prioridade da diretoria é contratar um camisa 9 para fechar o elenco pelo menos neste início de preparação. Jorginho já indicou alguns nomes, mas a diretoria esbarrou na alta pedida salarial destes jogadores:

- Precisamos de um atacante de área. É um pedido meu. É uma necessidade do elenco. E de repente uma posição ou outra. Temos trabalhado com uma parceria muito forte com a diretoria. Entendemos o momento do clube, os problemas financeiros. Vamos seguir lado a lado nesse processo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos