Tribunal corrige decisão, e Damião fica livre do Santos sem multa

Na semana em que o Santos aguardava o atacante Leandro Damião no CT Rei Pelé, a novela da disputa judicial entre clube e jogador ganhou mais um episódio nesta quinta-feira, favorável ao camisa 9. Uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho corrigiu decisão do Tribunal Regional do Trabalho, que previa uma multa de R$ 200 milhões a ser paga ao Peixe pelo clube que contratasse o centroavante.

Sendo assim, o jogador está livre novamente para assinar com qualquer outra equipe.

Leandro Damião processou o Santos em janeiro de 2015 em razão de três meses de salários atrasados. Seis meses depois, o atacante alcançou uma decisão favorável na Justiça do Trabalho, durante seu período de empréstimo ao Cruzeiro. Já no dia 10 de dezembro do ano passado foi concedida uma liminar que liberou Damião do contrato com o Peixe para ele poder seguir seu futuro - a rescisão do contrato foi confirmada pelo Boletim Diário (BID) da CBF.

Mesmo com as decisões a favor do jogador, o departamento jurídico do Santos tenta reverter o caso para, pelo menos, recuperar uma parte dos R$ 42 milhões investidos no atleta no fim de 2013 pela gestão comandada pelo ex-presidente Odílio Rodrigues.

Até quarta e quinta-feira, o Peixe dizia que esperava Damião se reapresentar ao clube e, caso isso não ocorresse, as ausências seriam descontadas em seu salário.

Após fazer 43 jogos e 11 gols pelo Alvinegro, Damião foi emprestado ao Cruzeiro em 2015, equipe pela qual também não se firmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos